terça-feira, 2 de julho de 2013

Do Amor Que Quero Ter...



Eu falo sobre o amor, eu escrevo sobre o amor. Eu observo as pessoas que amam. As que estão apaixonadas e as que estão doidinhas para se apaixonarem. Eu observo também as que afirmam e reafirmam que não querem amar. Acho até engraçado, elas pensam que convencem alguém com esse discurso. Eu jogo nesse time, sou daquelas que alimentam o discurso de “eu não to nem aí” eu visto a máscara de “pouco importo”, mas quem me conhece sabe que eu me importo sim, e esse foi o mecanismo de defesa que aderi depois dos revezes da vida, depois das decepções que sofri por amar errado.

Eu tenho uma ideia fixa do que espero do amor, eu tenho um “esqueleto” do amor que eu acho que seria o mais próximo do, que na minha concepção, seria o amor ideal. Não abro mão disso, não me contento com qualquer coisa e se não for do jeito que eu vislumbro eu não quero. Não aceito menos do sei que posso ter.

Há quem se mantenha preso a estereótipos, esperando que o amor da sua vida seja assim ou assado, que tenha um corpo assim, um olho de tal cor. Há quem queira amar à qualquer custo e para isso, se submete a coisas inimagináveis. Não importa se o cara é um sacana e não tem um pingo de respeito, o que importa é ter alguém. Não importa se no sábado a noite você está em casa só, o que importa é que o status do facebook foi alterado para: “em um relacionamento sério com fulano”  e aquela vizinha invejosa e recalcada pensa que sua vida é um mar-de-rosas. Pra mim, amar é não necessitar. Amar não é ter alguém só pra mostrar pra família que não está encalhada, só pra mostrar pra sociedade que tem alguém. Amar é partilhar, somar.

Pra mim, amor é compromisso. Não compromisso com o outro e com toda a carga que isso traz. O compromisso do amor é amar, respeitar, acompanhar. O amor ideal, pra mim, é o amor-companheiro, é o amor-amigo. Você dormir e acordar ao lado de uma pessoa que você tenha ABSOLUTA certeza de que poderá contar com ela, seja qual for a situação. Amar verdadeiramente, na minha opinião, é olhar para a pessoa e saber que moveria céus e terra para ajudá-la. É ter a convicção plena de que permaneceria ao lado dela independentemente da situação e não importando o problema que ela esteja enfrentando.

Recentemente, a mídia divulgou uma cirurgia que a atriz Angelina Jolie fez, para extrair a mama por ter 80% de chances de desenvolver o câncer. Logo depois a atriz dividiu a experiência com as pessoas, para que de alguma forma, dividindo o que viveu, contribuísse com a melhoria na vida das pessoas, pelo menos, passando a mensagem de que “não importa o tamanho do seu problema, ele tem solução e você terá que enfrentá-lo com coragem e determinação.”

Mais recentemente ainda, foi a vez do marido dela, Brad Pitt, declarar à mídia o tamanho do seu amor e de como ele ajudou a esposa nessa luta, e como ele enfrentou o problema junto com ela e mais ainda: como ele a ajudou a dar a volta por cima. Ele escreveu um texto lindo intitulado “Segredos de Amor” que vem logo a seguir, e eu sugiro que leiam. Vendo esse texto, eu fiquei profundamente tocada e pude concluir que eu não estou louca, eu não desejo um amor utópico e inalcançável, o amor-companheiro existe sim e é ele que eu quero pra mim. Esse episódio só serviu para reafirmar a minha certeza: Eu quero um amor-companheiro, ele existe e é possível.


Verônica



"Um Segredo de Amor

Minha esposa ficou doente. Constantemente ela estava nervosa por causa de problemas no trabalho, na vida pessoal, seus erros e problemas com os filhos. Ela perdeu 13 quilos e pesava cerca de 40 quilos aos 35 anos.

Ela ficou muito magra e estava constantemente chorando. Não era uma mulher feliz. Ela sofria de contínuas dores de cabeça, dor no coração e tensão muscular nas costas. Ela não dormia bem, conseguia pegar no sono apenas na parte da manhã e ficava cansada rapidamente durante o dia.

Nosso relacionamento estava a ponto de acabar. A beleza dela estava deixando-a. Ela tinha bolsas sob os olhos, cabelos desgrenhados. Ela parou de cuidar de si mesma. Se recusou a fazer filmes e rejeitou cada papel. Perdi a esperança e pensei que iríamos nos divorciar em breve... 

Foi então que eu decidi agir. Afinal, eu tenho a mulher mais bonita do planeta. Ela é a mulher ideal para mais da metade dos homens e mulheres da Terra, e eu o único que tinha permissão para dormir ao seu lado e abraçá-la. Comecei a mimá-la com flores, beijos e muitos elogios. Surpreendia-a e tentava agradá-la em todos os momentos.

Enchi-a de presentes e comecei a viver apenas para ela. Só falava em público a seu respeito e relacionava todos os assuntos a ela, de alguma forma. Elogiei-a a sós e em frente a todos os nossos amigos.

Vocês podem não acreditar, mas ela começou a renascer, a florescer… Tornou-se ainda melhor do que era antes. Ganhou peso, parou de ficar nervosa e me ama ainda mais do que antes. Eu nem sabia que ela podia amar tão intensamente.

E então eu percebi uma coisa: 'A mulher é o reflexo de seu homem'
Brad Pitt".


6 comentários:

Anônimo disse...

Muito lindo esse texto.

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Há muito tempo li uma crônica sobre o poder que um elogio têm. Ele transforma e muda o mundo de uma pessoa.

Saudades demais de vocês!!!!!!

Beijos

Selma

Anônimo disse...

Esse texto parece demais com você... mas como posso dizer isso sem conhece-la né! Só que o Divino nunca tocamos, nem vimos...!!! Parabéns pra vcs! Nota 10!!!
Acord@dinho(olha eu aqui rsrs).

Debby disse...

OI Vel

Nossa sabia que eles (Brad e sua esposa) tinham passado maus bocados. Mas é bem o ditado né? Cada um sabe a dor e a delicia de ser e estar como se quer.
Sou suspeita para falar que amores assim existem. Porque minha alma intensamente , ultra-mega-power romântica, acredita e deseja um amor assim.
Mas antes eu acredito que os dois são reflexos um do outro. Mas antes de marido e mulher, acredito que devam ser companheiros, cumplices se possível de alma sabe?

Eu hoje estou profundamente apaixonada por uma pessoa mas o mais maravilhoso dessa certeza é:
A intensidade e a reciprocidade.

Linda Vel e você mais uma vez me arrancou lágrimas mas de gratidão a Deus sabe?
Porque existindo mesmo um homem assim, um casamento assim. Que não é perfeito afinal nada e ninguém nesse mundo é de perfeição absolutas.

Me deu a esperança e uma quase certeza de que estou indo pelo caminho certo, pensando certo e o melhor de tudo amando a pessoa certa de forma e maneira corretas.

Ameiiiiiiiiiiii

Bjs e por favor me visitem
Debby :)

Jo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.