sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Estou Apaixonada Por Meu Chefe


(by Cinthya)

Recebemos e-mail de uma leitora a qual chamaremos de Laís (nome fictício). Ela vive um dilema em sua vida e nos pede para expormos sua situação na esperança de encontrar uma saída para a "saia justa" em que se encontra. Então vamos lá:

"Oi, Meninas! Eu me chamo Laís, tenho 30 anos, moro em Vitória/ES. Sou solteira, não tenho filhos e estou vivendo uma situação delicada na minha vida e preciso muito de algum conselho, ou dica, ou sugestão sobre o que devo fazer porque estou completamente perdida. É o seguinte: Eu trabalho numa conceituada empresa há 06 anos. Adoro meu trabalho, adoro minha empresa e sempre me sai bem nas minhas atividades, sempre me relacionei bem com todos os meus colegas de trabalho, superiores e subordinados. Até aí tudo bem. Acontece que há 02 meses eu tive uma troca de chefia e veio trabalhar aqui um certo homem que é o ponto chave dessa minha inquietação.

Ele é meu superior, é lindo e tem sido o desejo de consumo de todas as mulheres da empresa. Só que ele é sério e é "na dele", mas tem demonstrado, de forma sutil, interesse em estender nossa relação para “além-empresa”. Ele é muito educado e não força nada, mas deixa claro que só depende de mim para ficarmos juntos. O pior de tudo (ou melhor) é que eu estou muito balançada por ele também, mas morro de medo de me envolver com ele e isso atrapalhar a minha vida profissional na empresa.

O negócio já está tão forte que sempre que a gente se “bate” pelos corredores o coração acelera e, tenho certeza, quem estiver por perto percebe na hora o meu desconserto, pois fico extremamente nervosa e sem jeito.

O meu tormento é o medo de me entregar a esse desejo e isso respingar no meu lado profissional e correr o risco, inclusive, de perder o emprego. Por outro lado, tenho medo de não arriscar e deixar passar essa oportunidade de ser feliz. Porque quem me garante que ele não é um homem capaz de me fazer um bem enorme?

Me ajudem. Por favor. Digam alguma coisa.

Laís"

Laís, queria eu saber exatamente o que te falar, saber qual seria a melhor saída para você, mas não sei. O que sei é que tem alguns pontos que você pode estudar antes de decidir se envolver ou não com o seu chefe.

Qual a postura da empresa diante de relacionamentos entre funcionários? Esse seu chefe é casado? Sabe se ele costuma se envolver com funcionárias? O que você deseja com ele, uma relaçao séria? Tenta dar uma sondada pra ver se as intenções dele condizem com as suas, por que de repente você se arrisca acreditando que seria uma relação mais séria e ele está querendo, na verdade, é somente sexo sem compromisso.

Tenta avaliar tudo isso, Laís. Porque eu concordo com você que a gente não deve deixar passar oportunidades de viver histórias de amor, mas também não acho que devamos colocar um emprego sólido em risco por conta de uma noite de sexo.

Faz esse levantamento e as respostas irão te ajudar a decidir o que for melhor pra você.

Sorte na vida.

PS: Eu conheço mais de uma história de sucesso entre chefe e subordinada, ok? Pode dar certo sim. As que eu conheço, inlcusive, resultaram em casamento.

12 comentários:

O Divã Dellas disse...

Menina, eu nunca me envolvi com colegas de trabalho, quem dirás com chefe. Mas, de uma coisa eu te dou certeza: se meu chefe fosse esse gostosão aí da foto e fosse solteiro eu bem que me jogava!! kkkkkkkkkkk

Olha, Laís eu também não sei o que dizer, porque é complicado demais dizer: faça assim e assado como se fosse uma receita de bolo. Não é. O caso é mais delicado, bem mais...

Então, eu só posso assinar em baixo dos sábios conselhos da minha parceira. Se, realmente, as intenções dele casarem com as suas as demais coisas se encaixarão. Tenta ver a política de tolerância da empresa se não há nenhum impecilho. Existem empresas que repudiam o envolvimento entre funcionários, outras são mais maleáveis. Por exemplo, na empresa que eu trabalho, dois colegas casaram-se recentemente e não houve problema algum. O profissionalismo está acima da relação.

Boa sorte, querida!!

Beijos!

Verônica

Ana Carolina disse...

Olá!
Passei aqui no blog e adorei as novas postagens!
Bjs
Ana Carolina
http://palavrasonhada.blogspot.com/

Anônimo disse...

Oi gente!!! Eu estou passando pela mesma situação...
Na minha empresa, todo mundo é muito jovem, os diretores, a gerência, analistas, enfim....
Lá tinha um analista que todo mundo falava (inclusive eu), que era muito lindo, simpático e coisas e tal...ficamos amigos. Ele sempre demonstrou muito interesse, mas eu sempre saia a francesa!!! Ate que ele ficou com uma uma amiga minha...eu realmente nao sentia nada por ele..mas depois disso o ciúmes bateu!!!.Passou um tempo, troquei de área e ele virou gerente, o MEU chefe....temos a mesma idade, somos solteiros, e a vontade de ficar com ele esta qs insuportavel!!! Realmente nao sei mais o que fazer...tenho um amigo no trabalho que fala que ele nao fala mais nada de mim e nao faz mais nada, porque ele é meu chefe, mas nao sei!!! Essa situação esta fora de controle...gosto dele!!! E estou disposta a arriscar...só nao sei se meu esforço esta valendo a pena (na verdade nao fiz nada de esforço, estou deixando as coisas acontecerem, se é que alguma coisa pode acontecer). Estou meio assim pela minha amiga também...eles nao tiveram um caso, foi só pregação de balada as 3 vezes que eles ficaram, mas sei lá, é dificil também!!!
Vamos viajar semana que vem para o carnaval com o pessoal do trabalho, estou criando mta expectativa, sei que nao devo, mas é quase impossível!!!! Preciso de ajuda para saber como agir!!!! Alguem de fora, pode me dar uma luz?! Hehehehe

Margareth Cavalcante disse...

Há vários pontos para pensar e rever se vale a pena ariscar o seu emprego , por talvez um breve envolvimento.. pode dá certo sim, entretanto, na sua grande maioria é bem complicado, não desista, talvez você esteja carente, talvez ele seja um conquistador, reavalie bem, aconselhar é muito mais fácil, por está de fora, veja o carácter, se ele é um bom homem ou se ele quer apenas acumular mulheres, o seu futuro profissional talvez esteja encaminhado e talvez você se prejudique e além disso fique sem ele e sem trabalho..eu já passei por isso, para mim não deu muito certo, perdi os dois, mas, cada um é cada um..Pense bem mesmo...

Anônimo disse...

O meu caso é muito pior. O meu chefe é casado. Um cara extremamente simpático, educado, engraçado, cheiroso.... Além de ser CASADO, ele sempre faz brincadeiras de duplo sentido, sempre com aquela cara de sem vergonha, que infelizmente nós mulheres adoramos... enfim, não queria que isso acontecesse e no meu caso, não vou seguir em frente.. vou fazer de tudo para esquecer esse sentimento... ficará só na fantasia. Se ele fosse solteiro, me jogaria com toda a certeza do mundo...

Anônimo disse...

O meu chefe é um doce, sempre muito simpático comigo e me olha diferente. Evito entrar na sala dele, primeiro porque não precisa, posso resolver a situação sem ir ao encontro dele: mas quando não tem como mesmo, ah, é fato que as olhadas e alguns comentários virão. Segundo porque ele é casado. No meu caso, JAMAIS enfrentaria isso, não da mesmo, chefe é chefe e preciso demais do meu emprego, que amo. Além de ser chefe é casado com uma pessoa maravilhosa, que trabalha na mesma empresa...ISSO É BOMBA!! Mas ele é um gato, inteligente, educado e cheiroso, SORTE DA ESPOSA e não minha.
Meu conselho: caia fora!!!

Anônimo disse...

Eu me envolvi com o meu chefe,ele sempre é atencioso,não só comigo,eu tenho 30 anos e ele 55.A nossa relação começou com uma carona que ele me ofereceu,eu estava indo à uma consulta,no carro conversamos muito sobre sair juntos,pois já sabiamos que um atraía o outro,só que nos dois somos casados,começamos a nos envolver nesse dia,depois marcamos de sair...ir em motel nos conhecer melhor...foi muito bom,tanto que continuamos a sair juntos,até que teve uma desconfiança na empresa de que saíamos juntos..nos mantemos firmes...mas a empresa entrou em crise e ele teve que me mandar embora,mesmo sem está trabalhando na mesma empresa continuamos a nos encontrar,ele diz que se tiver que contratar uma mulher que vai ser eu,mas eu não quero me iludir até pq ele conseguiu comprar a empresa junto com a esposa...agora ela tb trabalha lá,e eu por mais que queira voltar a trabalhar lá,não por ele mas pq eu gostava do meu trabalho,eu acho que agora ele fala isso pra não me chatear,mas eu acho que ele tem medo de me contratar e surgir comentários de novo,até pq agora a esposa esta lá tb....eu fico sem saber como interpretar a nossa relaçao,não quero nada por interesse,saio com ele pq eu gosto dele,sempre gostei,mas não me declarava,estamos juntos a dois anos,não sei o que devo fazer ou pensar.

Anônimo disse...

K

Anônimo disse...

Tenho 19 anos, estou cursando enfermagem, e a quase um ano, desde o começo deste curso, vi e logo me apaixonei pelo meu coordenador, ele tem 28 anos, é enfermeiro tbm, e todas as garotas são loucas por ele, porém ele mantém a postura "seria" dele... Porém ele me olha diferente, já peguei ele me olhando fixo várias vezes, e ele super tímido sempre disfarçava e ficava sem jeito...sou louca por ele, e creio eu que ele queira chegar em mim, porém o "ambiente " não ajuda, creio q ele tem medo de chegar e pedir meu telefone ou algo do tipo e acabar perdendo o emprego ou ser chamado a atenção... EU QUERIA chegar nele, porém não seu como, se alguém ver este post, comente por favor, me ajudeeeeemmmmm

Anônimo disse...

Também sou apaixonada pelo meu chefe! Sou professora do setor público, e meu chefe hoje já foi um colega professor como eu. Foi assim que nos conhecemos. Sempre houve, entre nós, uma admiração mútua no sentido profissional. Com o tempo, o que era apenas uma admiração pelo profissional, passou a ser uma paixão. No entanto, ele precisou sair para um mestrado e passou três anos afastado. Nesse período eu conheci outra pessoa, me apaixonei, casei, mudei de colégio e me divorciei. Após o divórcio resolvi voltar para o antigo colégio. Achei que aquele sentimento havia passado e que poderia voltar a trabalhar naquele lugar que sempre amei. Minha surpresa foi saber que minha antiga paixão era agora o diretor. Ele ficou feliz com minha volta e passei a trabalhar diretamente com ele. Tento manter tudo no nível profissional, já fiz o que pude para me afastar o máximo dele, mas parece que o sentimento só aumenta. Penso em dizer o que sinto, para ver o que acontece, mas também penso no quanto isso vai ser bom ou ruim para mim. Aí fico confusa. Não sei o que fazer, nunca gostei de amor platônico!

Anônimo disse...

Estou passando pela mesma situação e é insuportável queria me envolver mais não devo não posso e não quero esse será o meu mantra.

Anônimo disse...

Tenho noivo, e meu chefe é cadado. Sou enfermeira e ele médico, ele me chamou pra tomar um vinho, ainda não fomos mas estou louca pra ir, não consigo pensar em outra coisa. Tenho muito medo de magoar meu noivo, pois ele é muito apaixonado por mim. Mas toda vez que vejo meu chefe na clínica minha perna treme, dá vontade de pular no pescoço dele lá mesmo. Safado é casado mas é gostoso, além de ser um ótimo cirurgião plástico. Não sei o que eu faço. Affffffff