quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

A Prima De "Seu Lunga"


(by Cinthya)

Quem convive comigo sabe que não tenho muita paciência para assuntos bobos, para coisas sem muita importância. Não fico muito à vontade com perguntas sem nexo, daquelas que a pessoa lança somente pelo fato de não saber ficar calada. Não dou trela para essas coisas, não adianta. Daí, passam a me chamar de "Prima de Seu Lunga", "Dona Impaciência", "Canto de Cerca", "Papel de Embrulhar Prego" e tudo o mais que denote essa minha candura.

Eu nunca disse que sou santa. E sei perfeitamente que não tenho mesmo paciência para isso. Gosto do silêncio. Gosto de observar tudo e quando eu falo, a minha fala já vem com certo conhecimento de causa, pois antes de falar eu já investiguei muito, calada, no meu canto. Eu consigo passar horas calada, apenas absorvendo o que me cerca ou passeando pelos meus pensamentos, analisando, decidindo.

Em contrapartida, algumas pessoas falam pelos cotovelos, falam o que precisam falar, falam o que não precisa, falam o que jamais deveriam. Falam. Falam. Falam. Mesmo que o assunto seja entre duas outras pessoas, ela passa, escuta e fala. Mesmo que ninguém tenha pedido sua opinião, ela chega e fala. Mesmo quando tudo ao redor pede silêncio, ainda assim, ela fala. E o pior, por falar tanto, acaba falando coisas desnecessárias, que em nada agregam algo a alguém.

E é assim. Quando me lançam essas perguntas bobas a resposta vem quase que instantaneamente, como se eu já estivesse programada para não receber bobagens (risos). Daí a minha fama de “Docinho”.

Não tenho paciência para quem enrola demais, faz um arrodeio danado para chegar e falar o que precisa dizer. Fale logo, diga logo, sem muita delonga. Seja direto, fale o que for preciso falar e pronto. No mais, escute, observe e aprenda a falar somente quando for preciso, sem esquecer de ativar o filtro.

Então gente, é o seguinte. Quando precisa ser doce, eu sou. Quando precisa ser dengosa, eu sou. Quando precisa ser cândida, eu sou. Carinhosa? Sou. Mas pelo amor de Deus, não esperem de mim esses comportamentos diante de uma pessoa que fala demais, fala bobeira demais, pergunta coisa demais e nada, nadinha que seja importante.

Eu, definitivamente, não tenho paciência para isso.

2 comentários:

Anônimo disse...

Amore se isso servir como "carapurça" para alguem, coitado dessa pessoa, isso foi mais que direto, com isso deixa eu parar de escrever também para não falar d++++ e acabar servindo pra mim tbm !!!! rsrsrsrs Bjooooo

Diogo Mouzinho Castro

Jarbas Genubath disse...

Boa noite!

Com licença,

Seu blog é show!

E se me permitir estarei sempre por aqui.
Sou novato nesse negocio de blog ,mas deixo
Um convite para conhecer o meu canto!



http://confissoesdomalandro.blogspot.com/