segunda-feira, 30 de maio de 2011

Reciclagem na Arte de Paquerar


(by Cinthya)

Sexta-feira eu estava com uma amiga, tomando um chopp na saída do trabalho e, de repente, ela me diz que o cara da mesa ao lado tá olhando pra nossa mesa, mas ela não conseguiu identificar para quem ele olhava, se para ela ou para mim.

Eu olhei, não achei o cara interessante e continuei a conversar como se ele nunca tivesse estado no meu campo de visão. Mas minha amiga insistia em querer saber com qual das duas ele paquerava. Eu sugeri olhar para ele e perguntar:

- Moço, por acaso você está paquerando com uma de nós duas? Caso sua resposta seja positiva, pode dizer com qual está flertando?

Mas minha amiga me brecou, claro, e não me deixou ir adiante nesse processo.

Outro rapaz olhava pra mim desde a hora que eu sentei. Ele olhava tanto, mas tanto que eu já estava sem graça de beber e de comer com aqueles olhos filmando tudo que eu fazia. Deu vontade de falar:

- Moço, o senhor está invadindo a minha privacidade!

Poxa! Minha amiga disse que não posso ser tão direta assim, que tenho que seguir todo o protocolo da paquera, do flerte... E foi aí que eu descobri que não sei mais paquerar! Não sei mais ficar olhando para um cara, fazendo "caras e bocas", sorrindo de leve, jogando cabelo, adicionando rebolado ao caminhar, falando com voz sensual... Credo!

Gente, eu não sei mais fazer isso. Parece que isso não faz mais parte de mim. Passar a noite toda mirando um pretendente... Caramba, não teria um jeito mais simples de paquerar, não? Uma fórmula mais enxuta onde não precisasse tanta encenação?

Se eu chegar num ambiente e ver alguém de fato interessante, ele saberá que me agradou. No entanto, não espere ele que eu tenha saco para passar a noite toda olhando, sorrindo, e fazendo boca de Jolie. Se ele gostou, trate de se apressar, porque paciência aqui passou longe.

Por isso gosto de homem maduro, determinado e dono de si. Esses sempre sabem chegar numa mulher de uma forma certeira e sutil ao mesmo tempo. Um papo agradável, um objetivo claro e a certeza de uma noite agradabilíssima.

5 comentários:

Mirys + Guigo + Nina disse...

Hoje tem BLOGAGEM COLETIVA SOBRE AMOR E/OU FAMILIA!

Explicações, selinhos, etc e tal lá no Diário! E não esqueça de deixar o seu link pra gente, se participar, pra podermos divulgar!

http://diariodos3mosqueteiros.blogspot.com/2011/05/blogagem-coletiva-dia-da-familia-ou-dia.html

Bjos e bençãos.
Mirys

PS: Ciiiiiiiiiii!!!! Menina, sofro do mesmo mal!!!!! Ai, ai... o que vai ser de nós???

Anônimo disse...

rss..."paciência aqui passou longe"...mulher, eu ri muito com seu texto!
Adorei!
Beijos,
Selma.

Anônimo disse...

Dependo do homem maduro né colega? O que tem de homem maduro bobão não é brincadeira.

O Divã Dellas disse...

Mas... Ou se é Bobão ou se é Maduro, Concorda?
Beijão.
Obrigada gente pela leitura, pelos comentários.
Cinthya

kykka_88 disse...

Meu Deus como eu me identifiquei com esse texto, tenho 22 anos, minhas amigas me criticam por isso, mas é bem assim que acontece, não tenho nem um pingo de paciência pra flertes... A minha sorte é que tenho encontrado na minha vida homens bastante maduros pra entender instantaneamente o que eu quero, alguns um pouco "atrapalhados" mas tá valendo !!!