terça-feira, 22 de maio de 2012

O Beijo



Eu quero um beijo que me faça perder o chão, que me tire o prumo, que me tire do rumo.

Um beijo que me faça ver estrelas e sentir borboletas voando no estômago.

Quero um beijo completo, que me derreta e me queime a pele. Quero sentir arrepios.

Um beijo que me faça esquecer do mundo e das pessoas lá fora. Quero pensar que nesse momento só existe nós dois.

Quero me envolver nos seus braços e delirar sentindo seus lábio tocarem os meus.

Ver seus olhos brilharem no segundo que antecede esse beijo. Ver o seu sorriso de cumplicidade.

Quero sentir na realidade a sensação tão familiar, vivida diversas vezes nos sonhos.

Quero sentir seus lábios e saciar essa vontade que há tempos me consome.

Um beijo seu e eu desisto da idéia de desistir de você.

Quero todos os beijos que tenho direito, os doces, os ternos, os avassaladores, os apaixonados, os meigos, os cheio de desejo...

Preciso desse beijo.

Não posso mais esperar.

Mas tem que ser o seu beijo. Não quero outro. Nenhum outro beijo me deixaria completamente feliz e satisfeita.

Tem que ser o seu.

Tem que ser você.


Verônica

4 comentários:

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Perfeito!
Beijo desejado é o beijo melhor provado e disso ninguém duvide.
Beijos, flor!

Selma.

Anônimo disse...

"Um beijo seu e eu vou só pensar em você..."

Que texto! Parabéns!

Universitária disse...

Humm, lindo texto, acredito que Verônica anda muito inspirada pra escrever isso. Parabéns! que este desejo aí do poema se realize logo.

O Divã Dellas disse...

É o que espero, Miloca!

hahahaha


Acho que estou inspirada sim, ando louca pra desenvolver minha veia se é que eu tenho uma veia poética.

Quando vc encontra uma pessoa que desperta o melhor de vc acontece coisas assim... Como um texto desses.



Beijos!


Verônica