quinta-feira, 26 de maio de 2011

No meio da noite você apareceu...




A noite estava fria, meu corpo estava muito cansado e inquieto, o sono se recusava a chegar, eu precisava dormir, o dia seguinte seria longo...
Com muito sacrifício o sono chegou, fui me entregando aos poucos àquela sensação gostosa que me envolvia... De repente me assusto com o barulho da porta do meu quarto se abrindo, quando olhei era você. Reconheci seus contornos na penumbra, à meia luz pude contemplar seu sorriso. Pergunto surpresa:
- O que você está fazendo aqui? Você não deveria estar aqui.
Você me responde sorrindo:
- Eu precisava te ver...

Suas palavras soaram como música em meus ouvidos. Era tudo que eu precisava ouvir. Eu não quero pensar no mundo lá fora, eu não quero desperdiçar esse momento, eu não quero pensar nas consequência dessa noite. Eu só quero você.
Nos entrelaçamos num abraço forte e demorado. Uma troca de energias e desejos sufocados há meses...
Ah, como eu esperei por esse abraço... O beijo foi intenso e demorado, nele foi colocado todo o amor que reprimimos, mas que agora necessitava ser liberto, exposto, extravasado.

O desejo não me permite ser racional, você esta aqui comigo e isso é tudo que importa nesse momento, você é meu, mesmo que seja só por essa noite, mas você é inteiramente meu...
Sua delicadeza firme, sua mão forte, sua pele cheirosa envolvem meu corpo e nessa cumplicidade nos amamos com toda urgência de nossas almas, com todo desejo que mantivemos contido por nossas impossibilidades... Ouço seu sussurro sincero: "Te quero! Eu sempre te quis..."
Eu sempre soube disso, por mais que as circunstâncias muitas vezes me mostrassem o contrário, lá no fundo eu sabia disso... Você sempre me quis, como eu sempre te quis...

Esse amor lindo que nos envolve e nos embriaga, nos satisfaz... Nos saciamos numa explosão de prazer.
E a noite passa voando...
Sou despertada pela claridade que entra pela janela do quarto e vejo que você não está mais lá... A cama enorme estava vazia, você não estava lá, você nunca esteve lá... Acordei sorrindo, sozinha, mas sorrindo!
Tudo não passou de um lindo sonho...
Tento achar palavras para descrever o que aconteceu e só consigo encontrar uma: PAIXÃO!
Descobri que estou completamente apaixonada por você.

Verônica

3 comentários:

Olha Eu Aqui!!! disse...

Oi, Vel??


Adoooooooooreiii o texto!!!


Aii e lamento não ter sido verdade, lamento mesmo!!! rs


Beijãão

Borboleta no Casulo disse...

Que lindo Vê...esse tal de amor é mt bom!!
Bjs

Artur Costa disse...

huuuuummmm!! rs