terça-feira, 5 de março de 2013

A Importância De Cada Um


Eu acho interessante a mudança que ocorrem nas nossas vidas e nas vidas das pessoas que nos cercam.

Ao longo dos anos as coisas e situações vão mudando e se moldando com a realidade do momento. Existem pessoas que chegam pra ficar e não importa quanto os anos passem e quão longe elas estejam elas sempre farão parte de sua vida e sempre terão um lugar especial em seu coração, em seu convívio. Sempre te tocarão de alguma forma. Outras, simplesmente não deixam nada. Até fazem bem enquanto estão se fazendo presente, mas ao se afastarem você percebe que não agregou e não fará falta. É aquela história do “Foi bom, valeu, adeus!”


Todo mundo tem alguém que já foi um grande amigo, ou um grande amor, mas hoje em dia simplesmente não representam nada. É tão seco, tão superficial e tão estranho olhar praquela pessoa que um dia foi tão importante e perceber que não significa nada.

Eu, por exemplo, tenho algumas pessoas que hoje em dia o máximo que conseguem é me deixar intrigada. Às vezes, muitas vezes, nem isso. Grandes amigas, que faziam parte do dia-a-dia da minha casa e da minha família e hoje passam por mim e simplesmente fingem que não me conhecem. E eu, ao olhar pra elas, tenho certeza que não as conheço.

Homens que já foram o centro da minha atenção, meu primeiro pensamento ao acordar e o ultimo antes de dormir hoje o máximo que despertam em mim é uma profunda intolerância, ta bom... A experiência ficou, o aprendizado também, mas hoje representa apenas uma enxurrada de... NADA. Absolutamente nada. Alguns me fazem até pensar: “Como eu fui apaixonada por esse cara??? Ele não tem nada a ver comigo.”

Há quem ache que isso tudo é uma bobagem, que é efemeridade e superficialidade, que o gostar é pra sempre, se hoje não representa nada é porque o sentimento não era sincero, não era real e etc... etc... Eu até respeito, mas não concordo. Acredito que as mudanças que ocorrem na vida ao longo dos anos é pra mostrar quem é quem e onde cada um se encaixa. Acredito, sim e muito, que tudo é válido e nada é em vão.

Naquele momento era em que você  acreditava, você apostava todas as suas fichas que o sentimento era sim, sincero, especial, pra sempre... Mas, com o tempo você descobriu que não é bem, que o pra sempre, ás vezes, tem um ponto final e que você apostou suas fichas numa idéia errada. Se valeu à pena? Claro! Se não tivesse passado por isso, você não seria o que é hoje e não pensaria da forma que pensa.

Agradeço muito as pessoas que amei em um determinado período da vida, e às que me amaram por um tempo. Agradeço a todas aquelas que passaram por minha vida e se foram, agradeço ainda mais à que continuam presente. As que me amam e me toleram. As que me amam e me respeitam. E têm de mim um profundo respeito. E as que eu sei que SEMPRE poderei contar.

Verônica

3 comentários:

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi Verônica!

Lindo e bastante reflexivo seu texto.

Fiquei pensando na quantidade enorme de pessoas que já passaram pela minha vida de alguma maneira. Na verdade, seu texto renderiam mais um tanto de textos!
Saudade das nossas conversas pelo msn!
Olhe, estou sem face. Tomando email explicando.

Beijos!!!


Selma

O Divã Dellas disse...

Verdade, querida!!! Quero ver o e-mail. Manda! Beijos!

Verônica

Anônimo disse...

Texto ótimo e sensato, reflete o meu pensamento também.