segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Fala Que Eu Te Escuto


(by Cinthya)

Ontem eu estava numa festa de família, todo mundo animado, conversando, bebendo e sorrindo. Adoro essas reuniões onde a desacontração acontece e a gente lava a alma. Num certo momento eu sentei ao  lado de uma pessoa querida e começamos a conversar. O som estava alto e eu me aproximei mais para ouvir melhor, ela conversou, conversou... Falou muito sobre muitas coisas e de repente se deteu num assunto que não tinha muita ligação com o que se passava, mas senti que ela precisava falar.

À medida que ela falava, a emoção surgia. E, de repente, ela caiu no choro. Emocoinou-se e chorou até sentir-se aliviada. Eu a escutei, enxuguei suas lágrimas. Por um momento me senti triste, fora do ambiente de festa, mas depois me senti bem por ter ajudado uma pessoa que precisava.

Quantas vezes a gente convive com uma angustia dentro de nós e não conseguimos encontrar uma pessoa que possa nos escutar, que possa nos ceder um tempo do seu tempo para nos ouvir, sem nos julgar, sem nos analisar, apenas nos ouvir, apenas nos abraçar e se fazer presente em nossas vidas no momento que a gente mais precisa.

O mundo nos exige uma dedicação louca ao trabalho, à casa, aos filhos, ao marido, aos estudos e a tudo que não seja o próximo. E a gente vai seguindo a vida de uma forma estranha, centrados apenas em nós mesmos e esquecendo de quem está ao nosso lado, doido pra que a gente dê um minuto de ousadia e se disponha a ouvir.

O combustível do mundo é o amor! Vamos tirar os olhos do nosso umbigo e ver quem está ao nosso lado, ouvir quem precisa falar, sentar e dedicar um minuto de nossa preciosa vida para ajudar o outro.

Uma excelente semana à todos!

3 comentários:

Jussara disse...

As vezes eu sinto falta de alguém que me escute.

Anônimo disse...

Gosto muito de escutar, esqueço de falar só para escutar....

M.H.C disse...

Olá... Adorei o texto e "roubei" pra postar no meu: www.diariodetroiah.blogspot.com , com direitos autorais reservados, claro. Passem lá depois. Abraço!