quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Separar Faz Bem


Quando entramos em um relacionamento, geralmente, fazemos uma promessa de que será para sempre. O que não levamos em conta é que esse para sempre pode durar, um mês, um ano, dez anos ou bem menos que isso...
Todo romance começa muito bem, e são feitas promessas de amor eterno, de parceria eterna e de companheirismo mútuo, mas em alguns casos com o passar do tempo as diferenças se sobressaem e a sintonia outrora perfeita começa a falhar e começam os choques de comportamento, de gostos, de pensamentos e a incompatibilidade é tanta que a situação torna-se insustentável.

"Acontece que lá no comecinho da nossa história fizemos uma promessa de que seria para sempre como podemos pensar em terminar tudo agora? É contra os meus princípios faltar com a minha palavra, eu prometi que seria para sempre e será. Vou aguentar a barra e vou sobrevivendo até onde der..." Doce engano. Triste erro cometemos ao insistirmos em uma relação porque promessas foram feitas. "Se nos separarmos agora, depois de tantos anos de casados, o que os outros vão pensar?"

Muitas pessoas, não só as mulheres os homens também, cometem o erro de abrir mão de si pra viver em favor do outro. Perde a personalidade porque se moldou ao gosto do parceiro, vive pela metade porque metade de si não lhe pertence mais, foi doado a pessoa amada e quando se deparam com o fim do relacionamento sentem-se perdidos e incapazes de continuar seguindo sozinhos. Afinal, estão incompletos. 

Quando a separação é inevitável, não conseguimos pensar na maneira fria que a outra pessoa vem nos tratando há vários meses, não lembramos do desprezo que estamos recebendo, e das noites de lágrimas que derramamos, só nos prendemos aos momentos bons que vivemos juntos, momentos esses que não voltarão mais. A única pergunta que lateja na cabeça é: 'e agora, como vou conseguir sobreviver sem você?'

Depois de um longo período de sofrimento, você acorda numa bela manhã de sábado, com céu azul e os pássaros cantando na sua janela e percebe o quanto aquele relacionamento estava te fazendo mal, atrasando sua vida, nesse instante recebe um sopro de vida e uma injeção de ânimo e recomeça sua caminhada, segue sua trilha com passos firmes e confiantes. A partir daí a mudança que geralmente começa de dentro é percebida imediatamente.

Você muda seu guarda-roupa, fica mais bonito e vistoso, põe um brilho no olhar e um sorriso sincero nos lábios. Olha para trás e extrai as lições positivas do que hoje é apenas passado. Nesse momento, você consegue se orgulhar de si e percebe o quanto se separar te fez bem.


Verônica

4 comentários:

Lourena disse...

adorei o blog... vcs estao de parabens! ahhh os parabens em especial a mensagem ao pai, lindissima! vou tentar andar por aqui mais vezes!

José Eron Lucas Nunes disse...

Bom dia!
Eu diria que é necessário o discernimento para conseguir entender se uma relação já perdeu o encantamento, de fato, ou se é apenas uma crise passageira. Obviamente, não é salutar insistir em um relacionamento pernicioso.
Gostei muito do blog se vocês, parabéns!

Jussara disse...

Insistir no erro é burrice. Separar faz bem, mudar faz bem, amar-se acima de tudo faz melhor ainda!

Beijos!

Seja bem vindo ao Salão Beleza Dupla disse...

Obrigada por postar sobre este assunto,precisava de uma injeção de ânimo e foi com suas palavras adquiri isso!parabéns,beijos!