segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Foi Bom, Amor. Mas Acabou (o Amor).


(by Cinthya)
A gente se conhece, rola uma afinidade, inicia-se uma paquera até que um dos dois tome a iniciativa e a relação se concretize. E então passamos a viver muitas coisas juntos, criamos uma intimidade grande e gostosa, ganhamos um passaporte para lugares bem queridos dentro da história do outro.  Nos tornamos personagens de mais uma história de amor.
Aprendemos juntos, sonhamos juntos, descobrimos juntos, batalhamos juntos, dormimos juntos, acordamos juntos e assim vamos tocando essa história, com sorrisos, às vezes ciúmes, outras vezes lágrimas, mas tudo dividido com essa pessoa que chegou e marcou território.
Mas então as coisas desandam, o encanto morre para um dos dois e permanece vivo e intenso para o outro que sobrou. E por mais que o ‘desencantado’ dê sinais, o ‘amoroso’ não entende que a relação caminha para um fim.
Então é hora de falar: "Acabou!" ou "Ficamos por aqui."
E eis que surgem tantas histórias (mentirosas) para antecederem essas afirmações , ou até mesmo substituí-las. Tinha um namorado que, do nada (pelo  menos pra mim), resolveu terminar tudo entre nós. Chegou na minha casa e me encontrou linda e perfumada... Daí começou a me contar uma história tão mirabolante, tão fantástica, tão cheia de detalhes duvidosos que eu, já irritada com a tentativa dele de subestimar a minha inteligência, disse: “E, em resumo, você quer me dizer Adeus!”
As minhas amigas dizem que tenho uma praticidade imensa para terminar um relacionamento. Mas de fato, não consigo ver nada de muito complicado nisso. Certa vez foi a minha vez de terminar uma relação que já estava sem sabor, desgastada. Acabei saindo com amigas e conheci outra pessoa, rolou um beijo. A consciência doeu. Pesou. Então, no dia seguinte, fui até a casa do namorado (da relação desgastada). E, confesso, não é todo freezer que gela tão bem quanto eu estava. Ele percebeu e disse:
- O que foi? Me traiu?
- Trai. – respondi sem nem pestanejar
- Caramba! – disse ele, já sem cor – e por que não terminou antes comigo?
- Por que eu não tinha te visto, mas vim aqui justamente para dizer que acabou.
Então sai e o deixei lá.
Na hora ele ficou puto da vida, mas depois desatou a rir pela simplicidade com que tratei o assunto. "Nem doeu" disse ele.
Tem gente que mente, tem gente que desaparece simplesmente (e deixa aquela angustia de não se saber o que aconteceu). Alguns se encarregam logo de iniciar outro relacionamento e fazem de tudo para que o(a) parceiro(a) descubra. Enfim, são tantas fugas e tudo por medo de olhar nos olhos e dizer: Acabou!
Para mim é mais digno e mais correto (até pelo respeito com a pessoa que viveu uma história com você) dizer a verdade e deixar as coisas definidas. Preto no branco. Afinal, se acabou, ACABOU. Simples assim! E nem por isso a história foi ruim ou em vão. Foi linda, foi gostosa, foi real, mas... FOI!

Se a vida em si segue um clico de início, meio e fim, porque seria diferente com o relacionamento? Um dia ele começa e um dia ele acaba. Seja por falta de amor, seja por falta de vida. E o que podemos fazer para não criar traumas em cima disso é curtir cada momento na certeza de que a nossa vida é feita de histórias, pessoas, relacionamentos, mas que nada disso é eterno, a começar por nós mesmos.


13 comentários:

Vanessa Souza Moraes disse...

De fato, tudo perece.

http://vemcaluisa.blogspot.com/

Carla disse...

Ai Cinthya !!
Quanto pragmatismo. Não sei se sei ser assim rs.
Não quando ainda estou apaixonada. Já terminei relacionamento por telefone, por não estar mais a fim mesmo. Mas quando estamos do outro lado é super difícil. Já levei um forão daqueles e perdi até o rumo, mas to viva e logo depois apareceu uma pessoa super especial. No fundo você está certíssima !!


beijo meninas e boa semana pra vcs

Ursula disse...

Tem muita gente que fica empurrando uma relação acabada com a barriga só pra não ficar sozinho. Outros são o extremo oposto: qualquer coisinha é motivo pra terminar, não sabem lidar com dificuldades e frustrações. Nem tanto ao ceu nem tanto a terra né? Mas concordo com vc, uma vez que queira termainar, fale olhando nos olhos da pessoa. Todos merecem ser respeitados.
Beijos
ursulaferraricoach.wordpress.com

Marisa Passos disse...

Se fosse assim, com certeza doía menos, pois a verdade é muito importante nessa hora, pena que nem todos conseguem. Muito bom o texto.

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Adorei!!! Tem que deixar as coisas bem claras mesmo, concordo.

Beijão,

Bela - A Divorciada

'Nathiii* disse...

De fato, nada mais justo do que a sinceridade de dizer que o amor acabou. Que dói, dói. E sabe-se que não é tão simples, quando há amor, a gente tenta de todo jeito empurrar, do tipo: 'então pra variar, deixo levar', no pensamento de que num futuro próximo, melhore. Mas, sofrer faz parte do ciclo, e, aprender que nascemos sós é a melhor coisa que existe, não dá pra ser dependente de ninguém, o apego é inevitável, mas, o desapego é FUNDAMENTAL. E, talvez, ocorreria de uma forma bem mais rápida se o término fosse de uma maneira transparente.
Mas, não vou ser hipócrita que dá frio na barriga em se imaginar em uma dessas histórias, a gente quando namora (no meu caso) quer que dure para sempre. HAUAHUAHAUHA
Enfim.. gostei do texto. Parabéns pelo blog!

Mário Pires disse...

Meninas (Cyntia e Verônica), prazer imenso receber a visita e o comentário de vocês. Fico feliz de ter transcrito um sentimento de tantas pessoas. A repercurssão do texto foi além das minhas expectativas. O meu Obrigado a vocês!

Mário Pires disse...

Aproveitando para retribuir a visita, li o mais recente texto. Entendo perfeitamente a colocação, de ser claro e objetivo - e concordo. Entretando não posso deixar de levar em conta de que existem muita pessoas que apesar da traição preferem manter o relacionamento. Quando existe sentimento, quando existe o amor ou algo parecido, em alguns casos, muitas vezes do lado feminino e algumas tbem do lado masculino, acabam entrando numa crise temporária, na espera que a dor e a ferida aberta, provocada por traição. E assim vão vivendo... não empurrando com a barriga, mas talvez fazendo um "recomeço". Numa relação desgastada, algo do tipo acontecer como você relata, acredita-se que realmente não "dói" em nada a traição. mas pergunto: E se ele a amasse e ainda assim quisesse ficar contigo, o que seria? Enfim, isso é papo para ter uns biscoitinhos e um suco, além de um "bucadinho" de paciência. rsrsr... adorei tbem o blog de você. Já linkei e sou o mais novo leitor. Grande abraço!

♪ Sil disse...

Eu acho, que essas coisas de amor hj são mais complicadas. A sinceridade, romantismo, a verdade ao se iniciar e terminar uma relação....acho que é porque as coisas estão fáceis demais hoje, o que é uma pena.
Masssssssss, é assim mesmo rs.

Um abraço nas duas!

Winny Trindade disse...

Queria tanto ser prática assim... rs


Fiquem mesmo e sejam bem vindas.

Abraço meu.

Borboleta no Casulo disse...

Tá certa, tem que deixar tudo esclarecido, tudo que é verdadeiro é mais valioso, mesmo que cause dor em outra pessoa. Só não acho bacana qd se termina por msn ou telefone...o que ja fizeram comigo!!rs
Bjsss

Flor de Lótus disse...

Oi,Cy!Nossa acho tão complicado terminar namoro,mas trair é rala memso,mas se já acabou tem é só que avisar a pessoa e ponto final,mas é com otu disse é melhor ser verdadeiro do que sumir,ou ficar enrolando o outro, com certeza a vida é feita de ciclos e tudo um dia acaba...
Beijos

josynha disse...

Ameiiiiiiiiii ... Parabéns meninas ...

Vevel dos gatões ! amore ..saudades...