quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

"Será Que Eu Sei Que Você É Mesmo Tudo Aquilo Que Me Faltava?"


(by Cinthya)

O meu colega de trabalho, que divide comigo todos os pepinos que nos chegam e me auxilia a desativar todas as bombas que nos são lançadas, estava particularmente apreensivo esses dias. Reclamando que não tem dormido bem há umas quatro noites, que está muito ansioso, por isso come demais e que tem sentido dores de cabeça. Eu perguntei se ele está preocupado com algo em particular. Ele disse que não.
Depois fiquei pensativa...
- Maurício, que dia você noivou?
- Sábado. Sábado a noite.
- Hummm... Desde quando você está com esses sintomas de ansiedade?
Silêncio... Aquela expressão de Dejavu no rosto dele.
- Caramba, Cinthya!
- Entendeu?
- Caramba. Tô ancioso por conta do casamento... Mas o casamento será apenas no final do ano... E eu já estou assim?
Então lancei a pergunta que nunca se cala dentro de mim:
- Maurício, você tem certeza de que a Lorena é a mulher de sua vida e que você quer se casar?
Silêncio pensativo.
- Não. Não tenho certeza. Mas vou casar assim mesmo.
É incrível como a grande maioria das pessoas com quem converso sobre o assunto me diz que não tem (ou não tinha) certeza de que o casamento estava acontecendo na hora certa, com a pessoa certa. 
Casam por conveniência, casam por pressão da família, casam por 'peso na consciência' por terem mantido um relacionamento muito duradouro, casam por gravidez, casam por casar... Mas muito raramente casam pela certeza de estarem fazendo a coisa certa.
Não sei até que ponto isso tá ligado à infelicidade conjugal de muitos casais, mas é interessante pensar sobre o assunto.
Eu não casei, ainda. Tive oportunidades, mas nunca tive a certeza. E fui deixando a história passar e à medida que de fato passava, eu concluia: "é porque não era pra ser".
Hoje eu me pergunto "será que existe essa certeza?" ou apenas se faz um balanço de "prós e contras" e dependendo do resultado decide-se casar ou não?
Deveria existir um teste de laboratório, onde se coletasse o sangue para diagnosticar se é a hora, a pessoa e a ocasião certas para o casamento acontecer.
Enquanto a ciência não desenvolve esse teste, vou cantarolando com Nando Reis... "Será que eu sei que você é mesmo tudo aquilo que me faltava?"

4 comentários:

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Profundo, Cinthya, realmente. Eu tenho dois pontos como nortes principais para a questão: a medida do amor, que precisa ser grande, e o fato dos dois quererem a mesma coisa da vida, olhando na mesma direção.

Sorte no amor para o seu amigo.

Beijos,

Bela - A Divorciada

Eu, Damaris, para mim... disse...

Sinceramente, eu acho que existe a certeza.
E tbm acho que se não existe esta certeza, tem q ser analisado pq...
É mto gostoso casar com certeza do que esta fazendo, e ainda que no futuro não de mais certo, pelo menos vc sabe que naquele momento, aquela foi a decisão certa, naquele momento, vc amava e deu o mlhor para sua vida.
Eu namorei durante 5 anos, planejava casar, mas nada ia para frente, só existiam planos e planos. Eu não tonha certeza nenhuma que era aquilo q eu queria. Tempo passou, me apaixonei, terminei o namoro, e casei em 1 ano e meio com o novo namorado. Só que agora, eu tinha certeza. E não me arrependo de nada, e agradeço a Deus pq não casei qdo planejei antes. Casamento é mto serio, acho q para casar deve haver certeza e ainda assim, é um risco...rs

Ana disse...

Muito bom seu texto querida!
Eu não sei te dizer se existe certeza. Eu casei apaixonada, mas confesso que com a rotina do casamento não dá pra permanecer nesse estado o tempo inteiro.
Amo meu marido e isso é fato! E importa muito!
Acho que seu amigo precisa ter certeza do amor.

Concordo com Bela, muito amor e objetivos de vida semelhantes.

Ps. Teste de laboratório é ótimo... rsrsrsrs :-)

Julianne disse...

Sou casada há 1 mês e 21 dias, exatamente, rsrs, não tinha certeza se era a hora de casar, mas tinha certeza de que teria que ser com ele. Namoramos 2 anos e meio. Acho que quem fala mais alto é o coração, pq a base do relacionamento é sem duvida o amor, o sentimento de carinho, respeito, cumplicidade, compreensão. Por isso, é a voz dele que devemos ouvir, pois sempre tem um anjinho ao nosso lado falando o que é melhor p gnt, qndo sentimos um aperto como o nosso colega do texto sentiu, perdendo noites de sono, pode ser um sinal, pois qndo temos temos certeza do amor que sentimos o coração não aperta, suspira...

bjs