quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Virando a Página


Conversando com minha amiga Vivi ontem, falando sobre o presente o passado e o futuro e relembrando tanta coisa que já passamos juntas, ela me disse algo que chamou minha atenção. Falando sobre nossa época de farras, festas, viagens e curtição ela disse: "Foi uma época muito feliz na minha vida, mas não quero mais isso pra mim. Vou me lembrar com muita alegria de tudo que nós (Eu, Ela, Camila e Manuh) vivemos, mas quero outras coisas pra minha vida agora. Quero casar, ter filhos, constituir família e me aquietar"
Ainda digo mais, não me arrependo de nenhuma hora de sono perdido nos incontáveis "Virotes" que demos ao longo desse período, ficando em festas até de madrugada e tendo de trabalhar cedo no dia seguinte.
As palavras de Vivi me fizeram pensar muito, é engraçado como nossa vida é feita de capítulos. Cada um com sua importância, suas dores e delícias, mas todos tão essenciais e necessários. Eu vivo todos eles intensamente. É curioso como nosso plano hoje é um, daqui a um mês pode ser outro, sendo que daqui a dois meses podemos nem querer mais isso. Enfim, o grande barato da vida é justamente essa mobilidade é essa liberdade de mudar de rumo e de planos, quando assim acharmos necessário.
Já virei muitas páginas na minha vida, mas tenho o cuidado de não deixar capítulos inacabados (pelo menos tento não deixar) seja um amor mal resolvido, um mal entendido com algum amigo, uma tarefa não executada. Não há nada mais chato que a sensação de improdutividade, o sentimento de estar andando em círculos, ou pior ainda, sentir-se parada no tempo. Uma coisa que me tortura é o arrependimento de não ter feito algo, ah, essa sensação é horrível.
Tive a sorte de cruzar com pessoas maravilhosas ao longo do caminho, agreguei pessoas à minha vida, e valores morais à minha conduta. Algumas dessas pessoas permanecem comigo e caminham ao meu lado, outras ficaram pelo caminho, mas não passei por elas impunemente, toquei e fui tocada de alguma maneira, trouxe um pouco de cada uma e deixei um pouco de mim com elas também.
É nesse pensamento que quero viver, quero passar por muita coisa ainda, mudar de rumo e de planos, quero colaborar muito com o meu biógrafo, quero ter bastante histórias pra contar pros meus filhos e netos. E quero, por mais que eu mude o meu caminho, ter meus amigos sempre perto de mim.
Hoje tenho um monte de sonhos e planos e melhor que ambos, só a liberdade de poder mudá-los ou moldá-los quando bem entender.
Meu problema é que as vezes eu sonho demais e planejo de menos. rs

Verônica.

9 comentários:

aliny disse...

Sábia definição do livro da vida, Vel!!

Ah e ter a sensação que eu existo nesse seu livro, pra mim , é imensamente importante.

Lindo texto!!

Universitária disse...

muito bom o texto, eu aprendi que pra tudo tem um tempo, e chega um tempo de parar um pouco e começar a planejar o futuro, e quando se trata de mulheres, geralmente pensam em construir uma família.

Milinha disse...

Adoooooooooooooooorei o post... Foi justo o q conversei ontem com Vivi e o q toh sentindo no momento. Tem coisas q são ETERNAS e a amizades de vcs é uma dessas "coisas". Msm q tdoooooooooo mude, q tdas se casem, mudem seus endereços... Mas seremos sempre as 4 almas... E com elas um batalhão de amizades agregadas. Aaaaaaaaaah!! Como tdoooooooo valeu a pena, como ir a P.A. pela primeira vez valeu a pena!! Amoooooooooooooooooooo minhas ALMINHAS!!!!

3 x Trinta - Solteira, Casada, Divorciada disse...

Deixa a vida te levar, lindona! Na hora certa, tudo acontece. Eu acredito.

Beijão,

Bela - A Divorciada

Anônimo disse...

Lindo texto Vell e eu ainda sendo pivô dessa história, rsrs, todo mundo q leu deve ter dito: quem te viu, quem te vê! ou: Vivi não é mais aquela, olha a cara dela... kkkkk mas é como vc msm disse: nosso plano hoje é um, daqui a um mês pode ser outro, sendo que daqui a dois meses podemos nem querer mais isso. e a vida é isso! Bjo!! Vívian

Mima D. disse...

Virar a página é sempre fundamental... Deixar de ser o que somos para sermos aquilo que de melhor nos espera.
Sempre acreditei que os amigos são aquilo que da vida efetivamente levamos, ainda que deles nos esqueçamos vez por outra, em meio ao corre-corre diário.
Bj!

João Fortes disse...

O problema, de virar a páfina é que as vezes nao entendo o texto e volto pra dar mais uma lida

O Divã Dellas disse...

João,
Mas isso é justamente o barato da vida. Os capitulos anteriores devem ser consultados sempre, para que os proximos sejam escritos de maneira correta.
Obrigada pela visita, volte sempre!

Verônica

O Divã Dellas disse...

Verdade Mima é muito importante que se conclua um capítulo antes de iniciar o outro.
Quanto aos amigos, ah, esses são presentes divinos. Essenciais e indispensaveis.
Obrigada por acompanhar nosso blog, volte sempre!
Beijos!

Verônica