segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Eu Queria Um Homem Pra Dar Lipo E Silicone


(by Cinthya)

Eu estava no salão de beleza e uma outra cliente estava de conversa com a manicure. Ela reclamava do atual namorido dela, falava que ele não estava atendo às expectativas, que quando ela entrou nessa relação acreditava que seria "A Relação", mas que com o passar dos dias viu que foi uma ilusão. Ela falava que não recebeu dele nada do que esperava, que pelo contrário, ela que estava dando muito de si nessa relação. Até trabalhando ela estava, coisa que, aliás, não gostava nem um pouco de fazer.

A moça falava que quando conheceu o rapaz ele era "Filhinho de Papai" que bancava tudo do bom e do melhor pra ela. Que a levava para os melhores lugares, viajavam, curtiam as baladas, os melhores moteis, enfim, Vida de Princesa!

Os pais do rapaz não queria a união. Pediram ao filho para dar foco aos estudos e depois de formado, decidisse o que fosse melhor, mas o fulgor da paixão falou mais alto e eles foram morar juntos. Desafiando os pais o rapaz teve que aprender a se virar sozinho. Começou a trabalhar para se manter e passou a perceber que todas aquelas baladas, moteis, viagens tinham um valor muito alto. A pedido dele a moça também começou a trabalhar e não demorou muito para o encanto do amor dar vazão a uma decepção constante. Tudo o que era lindo e colorido foi ficando feio e sem graça.

A moça disse à manicure que, queria ficar muito linda, pois quem sabe, de repente, ela iria encontrar um cara que seria sua "cara-metade", um cara que de fato cuidadasse dela, que desse tudo o que ela precisa. Um cara que a amasse muito, que fosse maduro. Ela queria ficar linda para, quem sabe, encontrar um cara que lhe desse uma Lipo e Silicone. Ao dizer isso seu rosto se encheu de enregia e de brilho.

Eu sai de lá e fiquei pensando na vulgarização do amor.  Em como, pra muita gente, o amor tem o valor calculado em R$. O rapaz saiu de sua vida de mordomias para assumir responsabilidades em nome de uma relação. Abriu mão do que tinha pra descobrir os prazeres de uma vida a dois. Entre o dinheiro e o amor, ele optou pelo Amor. Mas para ela o Amor não se resumia ao sentimento em si, ao construir de uma relação, ao convívio de duas pessoas em busca de uma harmonia, mesmo com tantas diferenças. Para ela Amor tem valor de moeda.

É uma pena que isso seja tão comum hoje em dia. Essas pessoas vão viver anos a fio sem saber, de fato, o delicioso gosto de amar o outro.

8 comentários:

O Divã Dellas disse...

Por isso dizem que quem gosta de homem é viado. Mulher gosta é de dinheiro. Sem genralização, claro! Mas o que existe de mulher futil e interesseira por aí envergonhando a classe não está no gibi.
Imagino tua cara d espanto vendo a piripaty falar kkkkkk
Beijos, Parça!

Verônica

Lília disse...

Discordando um pouca da Verônica aí em cima... a minha visão é que o mundo hoje só pensa em lucrar, independente do gênero ou opção sexual. É bem aquela história, quer romance compra um livro! As pessoas só querem receber e se doar muito pouco! É lamentável, mas a cada dia que passa os valores se invertem e a conta bancária de sobrepõe ao amor e ao caráter.

Quem nunca ouviu a frase: Eu o amo, mas ele é duro! E saí fora mesmo em busca de grana e não de uma relação de afeto. A moeda que antes era o companheirismo, agora é o REAL, já tendo em mente o Dólar!

A coisa tá feia mesmo!

Andarilho disse...

Esse é o tipo de mulher que me dá nojo.

Ricardo disse...

Rapaz, dureza hein?!!
Infelismente é isso mesmo!
Eu penso que quem tem grana tem esse 'gargalo' mesmo... Complicado!
Mas tomara mesmo que ela encontre a futilidade em outros braços pra assim poder abrir espaço pra alguém legal de verdade entrar na vida desse cara!
E que ele abra os olhos e veja com quem tá dormindo (fico puto com isso!!!!)

Ana Maria disse...

Mas que horror hein? Como é que pode? Tantas mulheres procurando um cara disposto a fazer o que esse fez... e essa mulher quer grana pra lipo???? Vai trabalhar!!! São essas "coisas" que dão má fama a nós mulheres decentes!!

Augusto disse...

Pior é quando vc paga a lipo, o silicone, o levante da bunda, se separa da criatura, ai vem outro caboco usurfruir do que vc investiu. E a miserave ainda diz por ai que o ex não presta. É mole...

O Divã Dellas disse...

Hahahaha

Pois é, Guto!

Isso é o famoso "arrumar boneca pra outro" rs

Verônica

Alisson Mendonça disse...

Esse relato vc realmente ouviu ou é uma análise de pessoas ao redor? Pq é algo bem comum. Eu sou um homem moderno, portanto jamais sustentaria uma mulher moderna! Quero alguém pra somar e multiplicar, pra subtrair nunca. Gostei do blog. :)