terça-feira, 31 de julho de 2012

Coração de Férias


É isso mesmo! Dei férias pra o meu coração!
Coitadinho há tempos não batia, só apanhava. Tava fraquinho, se quebrando facilmente, sem discernimento do que é útil e do que é descartável, acelerando e me dando principio de taquicardia sem motivos aparentes. Enfim, meu coração estava trabalhando no limite.

Claro que eu tenho minha parcela de culpa, nos tiros furados que dei, a iniciativa foi minha, assim como nos tiros certeiros também. Não tenho tido o devido cuidado com ele e tenho forçado-o ao limite sempre, experimento sensações e frustrações constantes. Justamente por cobrar demais é que resolvi dar esse merecido descanso. O fato é que eu tenho colaborado bastante com o meu biógrafo, o que minha vida não pode, de maneira alguma, é ser chamada de pacata ou parada porque a movimentação aqui é grande.

Me permito viver histórias que me levam ao riso ou a lágrima, algumas me deram muitas alegrias, outras, profundas tristezas, e outras boas gargalhadas, mas de todas elas extraí algo. Como nessa ciranda de sentimentos e sensações quem mais sofre é o pobre coração, então... é exatamente ele que vai sair de férias agora.

Fiz uma faxina, um bota fora e me libertei dos entulhos, tudo que ocupava espaço e acumulava poeira. Quem teve o privilégio de entrar no meu coração, é porque fez por merecer, mas ultimamente os critérios de seleção do pobrezinho estavam tão mixurucos que me vi obrigada a me livrar de cada coisa... Quando ele voltar à ativa as coisas estão bem diferentes.

Nada de amores por enquanto, nada de paixonites, nada de acelerar freneticamente. Quero dar um tempo daquelas sensações de borboletas no estômago, mãos frias, suor na testa, pernas trêmulas... Não quero mais adormecer sorrindo pensando 'naquela pessoa especial' não quero mais acordar sorrindo e contando as horas para ver 'aquela pessoa especial'.

Quero dar o máximo de mim para outras áreas, até então, negligenciadas. Faculdade a mil, minha dieta indo de vento em popa, família feliz, tranquila e em paz graças a Deus! Trabalho, como sempre, correria total... E os amigos? Ah, os amigos... esses terão mais atenção que nunca. Minha vida social que já não anda nada parada vai receber um up.

A vida é composta por fases e essa agora é a minha. Quero paz, não quero suspiros nem olhos brilhando.

Verônica

5 comentários:

Simples assim disse...

Olá! gostei bastante do blog, continuem o bom trabalho :D

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Boa, Vevel!
: )
Beijos,
Selma.

Debby disse...

OI meninas
Adorei Vel é isso ai...
Bjs
Debby :)

Loh LS disse...

Ai Vel tô precisando dar essa paz pro meu coração também...ele tá cansadinho de tanta turbulencia!!!
Bjusss
avidamudaeutambem.blogspot.com.br

Gui disse...

Simplismente adorei o texto... Coitado do coração é o que mais sofre com tudo isso, é o que fiz com o meu, fechei pra balanço sem previsão de abrir..

Bjinhos

Gui..