quinta-feira, 5 de julho de 2012

Sofrimento




Noites insone. Dores físicas pelo corpo. Lágrimas.

É isso que você provoca em mim. Um sofrimento leve, superficial, contínuo, chato e incomodativo. Queria tanto me livrar de você e dessa instabilidade que você me traz.

Não é a primeira vez que sinto isso por sua causa. Não é a primeira vez que passo um dia improdutivo no trabalho, pensando e remoendo a dor que estou sentindo. E certamente não será a última.

A indisposição é mais forte que a minha vontade de trabalhar, ler, estudar, estar com meus amigo... Enfim.

Quando você chega a tristeza se estabelece. Você me desconcerta. Não consigo me concentrar. Não consigo formar um raciocínio lógico. Não consigo ponderar.

Chorar não é a minha praia, mas não há forma melhor de desabafar. Chega uma hora que eu não aguento o tranco. Ser forte cansa.

A noite que passei insone me custará a produção no trabalho, mas o desassossego que se estabeleceu não me permitiu um sono tranquilo. Não foi porque eu quis...

Eu já procurei até ajuda especializada, mas a saída que o médico me mostrou não me pareceu eficaz. Desisti.

Fica estampado na minha cara quando eu não estou bem.  Fica escrito no meu olhar. Todos percebem e afirmam que tristeza não combina comigo, mas eu não consigo evitar. Não consigo disfarçar.

Eu vou tomar uma providência, vou fazer o que for preciso para me livrar de você. Não vou mais ficar alimentando sofrimento. Não faz meu estilo. Não vou ficar nessa.

Decidi que depois de tanto tempo de sofrimento chegou a hora de fazer algo por mim. Afinal, a responsabilidade de cuidar de mim é minha e de mais ninguém.

Não pedi para ter você em minha vida e não vou aceitar isso passivamente.

Vou me livrar de você, cólica maldita!!!

Verônica

2 comentários:

Das coisas que vejo e gosto. disse...

kkkkkkkkkkkkkkk
Vel, eu ri demais, viu?
Gostei muuito! rss

Menina, o negócio não chegou ainda? já tô começando a ficar preocupada, pois mandei uns sachês perfumados e como estão fechados, tô com medo que mofem : (.

Beijos!
Selma.

O Divã Dellas disse...

Nada ainda, Selminha!!! Assim que chegar te avisooo!!!!

beijos!!

Verônica