quinta-feira, 12 de julho de 2012

Dar ou não dar? Eis a questão...


Ontem eu estava no facebook e uma amiga me chamou no bate-papo pra pedir uns conselhos.

- Vevel, estou com uma dúvida, queria que você me ajudasse.

- Se eu puder, ajudo sim!! Qual é o seu problema?

- É o seguinte: ser solteira hoje em dia é complicado demais. A gente conhece um cara e no primeiro encontro o cara já quer que a gente dê pra ele. Quando eu digo que não é a hora ainda que quero conhecê-lo melhor, ouço que ele não está interessado em relacionamento, quer só ficar e me aconselha a fazer o mesmo. Curtir o momento. Aí pensei: ou viro piriguete e dou pra todos os caras que conhecer, ou viro uma beata e faço voto de castidade, não dou pra mais ninguém. Ai Vevel, o que é que eu faço?

(Desculpa, mas eu ri!)

- Amiga, relaxa! Se você conhecer um cara bacana e se sentir á vontade pra ir as vias de fato com ele, vá em frente! Curta a momento e faça o que tem vontade. Não se prenda a paradigmas de que isso pode e isso não pode. Certamente você está se envolvendo com as pessoas erradas, um homem de verdade não faz certo tipo de pressão. Um homem de verdade, por mais que não queria compromisso, nem relacionamento sério, sabe respeitar o tempo de uma mulher, sabe envolvê-la e fazer com que ela sinta confiança para embarcar num história bacana, por mais que seja breve.


O papo ficou por aí, mas o conselho continua valendo. Façam apenas o que sentirem vontade, sem esperar que o outro retribua, aliás, sem esperar nada da outra pessoa. Faça por você, e porque quis fazer. Esperar algo de uma pessoa que você mal conhece é pedir pra se decepcionar.

É impressionante que em pleno século XXI ainda tenhamos certos dilemas. Eu sei que é um drama, é uma situação chata que minha amiga está enfrentando, mas é um tanto dantesco, sei lá... meio primitivo.
Alguns homens esqueceram do respeito, agem numa pressa, num imediatismo, como se o mundo fosse acabar amanhã... Cabe a mulher não se permitir ser usada, ser tratada como objeto, ser desrespeitada.

Meninas, se imponham! E se o cara vier nesse papinho cheio de pressa, sejam categóricas: não!

Respeito é bom e nós gostamos!

Verônica

3 comentários:

Loh LS disse...

Concordo com vc plenamente. E acho também que se a mulher for lá e tiver relação no primeiro encontro e não se arrepender depoias eu super apoio. Afinal as mesmas coisas que o homem sente a mulher tambem!! Só que a mulher sabe se segurar melhor!
Bjus
avidamudaeutambem.blogspot.com.br

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi Vevel!

Ótima postagem!
Parabéns pelo conselho. E eu concordo.
Beijos!
Selma.

"Gui" disse...

Sábias palavras....

Adorei...

bjs