quinta-feira, 16 de agosto de 2012

É Namoro ou gambiarra?



Ontem foi dia dos solteiros e eu conheço um monte de gente que vive triste por estar nessa condição. Tem gente que não sabe dar o real valor que solteirice tem. Algumas pessoas não sabem que para estar bem em uma relação é necessário estar bem consigo mesmo! Não nascemos para vivermos sozinhos, mas não dependemos, necessariamente, de outra pessoa para sermos felizes. Conheço também, outros tantos que vivem numa relação "armengada" só para mostrar à sociedade moralista e preconceituosa, que adora rotular as pessoas, que não é um solteirão ou uma titia. Diante dessa carência afetiva resolvi abordar esse assunto. Vamos a ele:


Dia desses minha mãe, se referindo ao marido de uma amiga, comentou: "... ela e a gambiarra dela..."

Quando falamos em gambiarra lembramos logo daqueles jeitinhos que a gente dá nas coisas quando  falta grana ou paciência para consertar com dignidade. É esparadrapo no controle remoto pra prender a tampinha das pilhas, é esponja de aço na antena da TV pra melhorar o sinal, é pano de prato na torneira pra conter vazamento, é tijolo pra segurar a cama, enfim... Soluções desajeitadas, improvisadas, mas que são ótimas no dia-a-dia. Não basta ser pobre tem de ter criatividade!

Buscando uma das definições da palavra gambiarra percebi que minha mãe é um gênio. Significado de Gambiarra: Trabalho feito com improviso, com peças alternativas. Ou seja, não é gambiarra é arranjo técnico!

Perfeita definição para alguns relacionamentos! Quantas pessoas ao nosso redor vivem um namoro de improviso para dar um jeitinho na solidão? Quantas pessoas empurram com a barriga relações que já afundaram há tempos, mas por comodismo, ou por falta de amor próprio e até de dignidade continuam insistindo, querem a qualquer custo "ajeitar" a carência. Quantas relações que mal começaram e está na cara que não vai dar em nada, mas ainda assim, as pessoas querem fazer com que dêm certo para parecer bem aos olhos dos outros e conter o "vazamento" de comentários? Várias!

Gambiarra é uma solução temporária. É um improviso. Dá certo por um tempo, mas, mais cedo ou mais tarde terá de ser substituída pela solução definitiva, ou uma nova gambiarra terá de ser feita. Ou arranjo técnico, como queiram.

Quem não tem aquela amiga amarga que vive há anos numa relação desajeitada, desajustada, improvisada só para passar recibo de felicidade? Quantos sapos ela tem que engolir por uma pessoa que nem é lá essas coca-colas todas? E o pior, está longe de ser um príncipe. Mas, é preciso engolir a lebre para se ter um gato no telhado, né? Feliz da vida? Magina! Só aparência... Realizada? Não mesmo. Pura obra de fachada!

Quando minhas amigas estiverem se enrolando com alguém, vou perguntar logo: é namoro ou gambiarra? Porque gambiarra pode ser uma solução aparantemente boa, só que a curto prazo. Se demorar muito, o problema volta e ainda mais grave do que foi da primeira vez.

Então, amadas: Se o sujeito deu defeito e não teve conserto descarta logo! Nada de gambiarras!
Qualquer coisa vamos procurar os direitos do consumidor.

Verônica

4 comentários:

Loh LS disse...

É incrivel como as pessoas preferem um namoro qualquer do que ficar sozinha, será que a companhia dela mesma é tão desagradavel assim que nem ela se aguenta?!!!
E o pior disso tudo é que já fui assim, mas hoje prefiro mil vezes star sozinha do que com alguém só para não me chamarem de titia!
Bjs meninas!

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi Moça linda!
Menina... amei o termo " gambiarra".
Isso vai pegar! : D
Amei o texto!
Beijos,
Selma.

Andréa K. disse...

Olá Verônica (e Cynthia)

Já sou leitora assídua do blog de vocês e as conheci pelo 3xtrinta!
Essa história de namoro gambiarra realmente não está com nada! É UÓ viu... E é bem como você falou... Não deu pra consertar... TCHAU E BENÇÃO! Quantas vezes forem necessárias...

Um bjo e bom final de semana!

O Divã Dellas disse...

Obrigada, meninas!!!!

Andréa comente sempre!

Beijão pra todas!

Verônica