segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Ela é Venenosa



(by Cinthya)

Uma coisa que sempre me intriga e me deixa inquieta é me deparar com uma pessoa negativa, pesada, carrancuda. Gente que vive para reclamar de tudo o que tem e de tudo o que não tem também. Gente que enxerga primeiro as desvantagens, os defeitos. Gente que não sabe sorrir com a alma, que não sabe conquistar amigos fieis, leais e sinceros. Gente que vive à margem da felicidade. Gente azeda, amarga e, consequentemente, só.
Vez ou outra o destino me traz uma pessoa assim para o meu convívio diário e é um choque de realidade quando comparamos nossas vidas. Hoje eu tenho uma erva venenosa dessas no meu jardim e tem me dado trabalho essa convivência. Ora sinto dó dela por desperdiçar a vida com tanta coisa ruim guardada no coração, ora sinto raiva e vontade de dar uma sacudida pra ver se ela acorda e se livra de tanta maldade.
Tudo nela é maldoso. Se eu posto uma foto no Facebook ela lança lá um comentário maldoso, se alguém chega aqui e me abraça, me chama de amiga ou algo assim, ela solta o veneno dizendo “Quanta falsidade!”, se eu recebo elogios, ela acha um jeito de dar sua alfinetada, enfim. Ela é a negatividade em forma humana.
Ela não se acha bonita tanto quanto queria ser. Ela não tem a quantidade de amigos que gostaria de ter. Ela é amarga, definitivamente. Ela é amarga e seu fel consegue atingir quem está pelas redondezas. Ela tem uma áurea pesada, uma coisa negativa dentro dela, uma raiva, um rancor. Deus me livre!
Se ela vê alguém bem, a inveja se manifesta imediatamente nos seus comentários envenenados.  A felicidade alheia a incomoda e isso me chama atenção. Ela fica inquieta quando vê alguém feliz. E tenta, de todas as formas,provar para essa pessoa feliz que a felicidade não existe. Que tudo não passa de ilusão.
Os casamentos dela não deram certo e por esse motivo ela critica o casamento alheio. Amaldiçoa mesmo. Outro dia “bateu boca” com outra colega que disse ter um marido fiel. O clima ficou pesado, tenso e eu tive que intermediar com uma brincadeira para que a coisa não ficasse mais séria. Poxa! Eu sou muito desconfiada quando o assunto é fidelidade masculina, mas não vou discutir com uma pessoa casada que acredita na fidelidade do marido. Cada um pensa de um jeito. O importante é estar feliz! Essa é a finalidade, o objetivo.
Ela é venenosa, amarga, mal resolvida. Ela vê maldade em tudo. E é uma pena que uma pessoa desperdice seu tempo e sua vida empenhada em não ser feliz. Sim, porque com essa atitude ela pode ser tudo, menos uma pessoa feliz. Quando a gente perde mais tempo se preocupando com a vida dos outros, acabamos não dando à nossa vida o zelo que ela merece. E assim se cultiva um campo fértil para inveja, maldade, infelicidade.
Convivo com ela, mas sempre tenho cuidado para não deixar o veneno respingar em mim. Eu sou do tipo que opto pela felicidade.

Um comentário:

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Socorro!

Esse tipo de gente pode ser um atraso de vida!

Sal grosso e oração, Cinthya!!! : D


Beijos


Selma