segunda-feira, 18 de abril de 2011

A Hora é Essa!


(by Cinthya)

A gente tem a vida nas mãos. O tempo é nosso e nós somos os senhores de nossos destinos e como tal vivemos a planejar os nossos sonhos. Adiamos projetos importantes para serem colocados em prática quando estivermos em determinada situação. Casamento só depois da faculdade, filhos após a pós, ou após o casamento (tudo politicamente correto). Esperar comprar a casa própria para que o casório seja confirmado. Casa comprada, esperar mobiliar para então entrar na igreja. Mobiliou? Vamos comprar o carro, então a gente já começa com “tudo em cima”. E nisso os dias vão passando, o tempo não espera nada e a gente vai aguardando a hora certa de concluir os projetos. Esperar se sentir pronto. Esperar que tudo esteja no seu devido lugar para que então seja dado mais um passo. Esperar... Esperar... Esperar!

O que percebi na minha vida é que não existe uma situação perfeita para que determinadas coisas aconteçam. Elas podem vir à tona no meio de um caos e ainda assim darem certo. Podem acontecer no ambiente mais improvável, na fase mais instável, financeiramente falando, e ainda assim “botarem pra lenhar”.

Com isso eu vejo que não é o ambiente externo que vai determinar o tempo das coisas acontecerem na minha vida. Não são as conquistas materiais que vão determinar o sucesso ou insucesso dos meus projetos. Isso está muito mais ligado ao meu estado interior. Eu gosto que as coisas aconteçam para mim! Gosto de me sentir aberta ao mundo, ás mudanças, ao novo, ao sonho. Sempre defendi a bandeira de “Não Tenho Medo da Vida”. E comigo sempre funcionou. Eu gosto de me permitir.

O que me angustia é ficar adiando coisas por conta do que eu ainda não tenho. Eu nunca terei tudo, isso é uma verdade. Então eu opto por ter o que eu posso (isso já é muito), da forma que eu posso. Continuo lutando por mais, mas isso não me impede de viver o que tenho ao meu alcance no momento.

Eu não sei quanto tempo durará minha jornada aqui, por mais que me incomode pensar nisso, sei que cada dia vivido é um dia a menos e talvez por isso eu não goste de deixar para depois o que posso fazer hoje, pois eu não sei se terei um 'depois'.

Tenho os meus sonhos e corro atrás deles, mas não deixo a vida passar enquanto isso. Se não posso viver o sonho que não depende unicamente de mim, posso, em contrapartida,  ir gozando hoje um sonho mais simples (e não menos importante) enquanto o outro não chega. Eu não tenho medo de viver. Meu medo é 'não viver', é desperdiçar tanta coisa linda com a desculpa de que “ainda é cedo”, “só depois do diploma”, “só quando passar num concurso público”, “ainda não chegou a hora”.

O que eu ainda não vivi na minha vida, não foi por medo. Isso é uma verdade. É minha verdade. Acredito no meu poder de me fazer pronta para o novo. A minha sede de vida me faz ser assim.

Eu não me escondo atrás de planos. Eu opto pela vida, sempre!

(PS: Isso não quer dizer que quem pense diferente esteja errado, muito menos que eu esteja certa. O importante é ser feliz, porque o tempo não pára!) 

6 comentários:

Letícia Arruda disse...

Bom dia flor :D
Adorei o seu blog, ele além de ser lindo é interessante também !!
To seguindo você, me segue também !!
http://lettymorenaa.blogspot.com/
Abração pra você !!

VaNê disse...

Bom dia, Flores!

Amei!!!!!!!!

Boa semana!

Bjs

Zil Mar disse...

Oi meninas...

Adorei o texto Cinthya!!!!!

Na verdade vamos construindo a vida...pegamos alguma coisa boa daqui...outra de lá...e vamos tentando pra ver o que se encaixa melhor...pq não existe uma fórmula...mas sim experiências...que devemos tirar o máximo de proveito...

Grd beijo e obrigada pelo carinho de sempre!

Zil

Ana Maria disse...

Muito bom!! Concordo plenamente. Bjos!!

Van disse...

Arianíssimo esse post de hoje , assim como nós , minha flor ! ADOREI e assino embaixo e vc me lembrou que um dia a mais na vida quer dizer um dia a menos pra nós...ai que dureza !

Mas enfim, seguindo e fazendo tudo o que deve ser feito porque a vida não espera ! Grande Beijo !

www.meusescritoseoutraspalavras.blogspot.com

Liberdade. disse...

Olá meninas!
Muito, muito bom!
Muitas das vezes sou "crucificada",
Por ser tão intensa; fazer o que se minha sede pela a vida é insaciável!
Adorei mesmo.
um beijão!