segunda-feira, 11 de junho de 2012

Quando É Apenas Felicidade


(by Cinthya)

Ultimamente tenho me sentido sugada pelos acontecimentos. Como se o mundo tentasse me engolir a cada situação imensa e desagradável que me acontece, como se houvesse um plano de tentar apagar a capacidade de enxergar as coisas belas e que me fazem bem, que me trazem sorrisos e acendem sonhos. É isso. Definitivamente têm sido escassos esses momentos leves.

Então foi com muita satisfação que saboreei uma situação dessas esses dias. Foi um momento apenas, foram minutos, mas que foram antecedidos por uma série de coisas especiais, como se fosse mesmo uma preparação. Sabe quando você está bem e quer realmente que todos vejam que está bem? Eu estava assim: completamente envolvida com a vida.

Então, num certo ponto, a minha alma apossou-se de uma leveza que há muito eu não sentia. Uma sensação maravilhosa de ‘estar viva’, de gratidão. E um filme começou a passar pela minha mente, lembranças de tantos amores vividos, de tantos ‘eu te amo’ escutados e também proferidos. Tantos momentos únicos, tantas histórias lindas. Amizades tão sinceras. Conquistas. Planos, metas, sorrisos. Viagens, pessoas, importâncias, vida.

O sol estava se pondo e no som do carro uma musica que eu canto com a alma. É sempre assim, quando as coisas se conectam tudo conspira a favor do momento. A companhia agradável de uma pessoa que não sai de mim, o final de tarde, minha alma leve, um silêncio mágico. Viajei sem amarras, sem censuras e sem medo. Sem limites aproveitei esse pólen que a rosa da vida há tempos escondia de mim.

Foi uma tarde mágica. Daquelas que a gente arruma os cabelos com prazer, pinta as unhas de vermelho, usa o melhor perfume, a sandália da sorte, se olha no espelho e sorri: Estou linda! Eu estava mesmo conectada com a vida, numa gratidão sem tamanho. E o que veio depois apenas concretizou o que eu sentia. As músicas, os cheiros, os amigos, os amores. Tudo conectado (e não era episódio de Malhaçã) numa prova de que existe uma força maior.

Então que essa sensação venha em doses cavalares, ininterruptas, pois eu me sinto muito bem nessa condição. Muita felicidade para todos. E nunca esqueçam, sempre vale a pena viver. E a felicidade vem assim, em pedaços, em retalhos. Que possamos perceber e viver isso.

3 comentários:

Leticia Nassinger disse...

Own tava precisando muito ler isso hoje, obrigada!

http://www.umamulherdefases.com.br/

O Divã Dellas disse...

Hummmm

Love's in the air!


Tem gente com sorriso de orelha a orelha!

Que coisa linda!

Uma ótima semana pra nós, Parceira querida!

Um beijo!

Verônica

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Que maravilha esta sensação de paz e alegria!
Paz pra todos nós!
Beijos!
Selma