terça-feira, 18 de setembro de 2012

Mulher que chora!



Mulheres carregam fama de choronas. Sensibilidade nada tem a ver com fraqueza. Algumas pessoas nem imaginam como a essência da mulher é frágil e ao mesmo, como comportam força dentro de si. Força para segurar suas próprias barras e para apoiar quem precisa.

O choro é o transbordar da alma. Algumas mulheres choram de alegria, de tristeza, de dor, de se compadecer com o problema alheio, choram de rir, choram por medo de perder quem ama, choram por sentir alívio, choram de gratidão.

O choro sentido, a lágrima incontida é um desabafo dos sinceros. Só é digno de derramar uma lágrima emocionada quem carrega a sinceridade de um coração puro e verdadeiro. Lágrimas de crocodilo tem aos montes por aí, mas basta ter uma pontinha de sexto sentido para sacar a diferença entre uma e outra.

Eu sempre fui muito emotiva, mas não muito chorona. Antigamente tinha vergonha de chorar em público, com o tempo percebi que vergonha é peculiaridade dos imaturos. Conforme o tempo passa, a gente vai percebendo que sentir vergonha de demonstrar sentimentos é bobagem.

Antes eu chorava em silêncio, no escuro da madrugada ou trancafiada no banheiro. Hoje, eu choro onde estiver, na hora que a vontade vier.

Choro é vida, é desabafo. Só os forte choram.

Se a tristeza chegou, não há porque negar. Encare-a, aceite-a, confronte-a e dispense-a.

Não confundam choro com melancolia, tristeza, ou depressão... O choro serve tão somente para desopilar, desabafar e relaxar... O que vem em seguida é o sorriso sincero e a tranquilidade do coração aliviado.

Lágrimas e sorrisos são tão vitais quanto oxigênio e a água.

Verônica

3 comentários:

Anônimo disse...

Concordo Verônica,
chorar é para os fortes!!
Choro alivia a alma e nos faz mais humanos.

bjos
Luana

Anônimo disse...

No woman, no cry!

Que mistério pode haver na lágrima de uma mulher?

As músicas falam por nós.

Encantado com o blog, com a beleza e com a inteligência das blogueiras.


Pedro Paulo

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oiiiii


Pedro paulo arrasou no comentário!

Nas minhas lágrimas há saudade, felicidade e medo de perder quem eu verdadeiramente amo.

Seu sou das que chora demais!

Alias, sexta chorei, segunda chorei, ter ça chorei... Tô querendo gargalhar um pouco, sabe?

Uma piada pe-lá-mor!!!


Beijos

Selma