quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Traição, Recomeço, Superação e Desafios...

 
 
 
Boa tarde, meninas! Tudo bem?
 
Gostaria de contar um pouquinho da minha situação para vocês poderem me ajudar.
 
Eu me chamo Mônica e casei com o Cebolinha em 2007. Me separei em abril de 2012 porque descobri que ele estava tendo um caso com a minha melhor amiga, a Magali. Tenho um filho de 2 anos e 4 meses e apesar de ter sofrido muito com tudo isso vejo que a minha situação com o meu ex-marido esta resolvida. Ele paga pensão para o nosso filho, cumpre com as responsabilidades de pai e estamos levando numa boa nossa relação como amigos. Mantemos o respeito um pelo outro, e vivemos em harmonia, até porque temos um filho.
 
Bom, recentemente fui em uma boate aqui na nossa cidade dos quadrinhos com uns amigos, um amigo meu, o Quinzinho, me apresentou um amigo de trabalho dele. Enfim ficamos conversando na boate e acabamos ficando. Foi uma noite maravilhosa....ele se chama Chico Bento. 
 
Ele é lindo, moreno, alto, carinhoso e tem um jeitinho meio caipira... Gostei de ficar com ele. Fiquei encantada mesmo! Quando voltei para casa, o Quinzinho mencionou que o Chico era casado e era pra eu tomar cuidado com essa história pra não me machucar e Rosinha a esposa dele, era super legal. Na hora eu não fiquei preocupado pois sabia que não passaria de uns beijinhos e nada mais. Talvez nem nos víssemos mais. 
 
Não foi o que aconteceu. Ele começou a me ligar e querer me ver. Então começamos a nos encontrar. Ele me falou no começo que era casado no papel e que morava com um amigo. Só que quando a coisa começou a ficar séria ele me contou a verdade.  Ele mora com a mulher, mas, segundo ele, não rola mais nada com eles, ele só chega em casa para dormir.
 
Ele já teve outras namoradas antes de mim, e falou que a Rosinha sabe, mas ela não vai embora porquê não tem para onde ir. Eles não têm filhos, mas a irmã da Rosinha morreu e deixou 3 filhos, e quem ajuda a criar as crianças é o Chico. 
 
Quando soube disso, terminei. Ele me pediu pra ter paciência, fez mil declarações e me disse que vai sair de casa, só precisa de um tempo. Disse que essa decisão de separar já foi tomada, mas precisa fazer as coisas com calma pra não deixá-la desamparada, mas deixou claro que é muito importante que eu fique do lado dele nesse momento. Frisou a importância da minha presença nesse momento porque ele não quer me perder.
 
Então, resolvi voltar para ele porque realmente estou apaixonada, mas dei um prazo para ele resolver tudo. senão eu terminaria em definitivo e não voltaria mais.
 
Meninas, estou completamente apaixonada por ele. Ele me faz feliz demais, me faz a mulher mais realizada do mundo, ele adora meu filho e meu filho adora ele. Eu não sei o que faço. Continuo com ele e vejo se ele esta resolvendo as coisas? Termino com ele? Preciso de ajuda por favor!!!!! 
O que vocês acham que devo falar para ele?
 
Muito Obrigada! Aguardo resposta...Beijos, Mônica!
 
 
Apesar da brincadeira com a troca dos nomes, a situação é bem real. Uma leitora está vivendo esse drama e pediu nossa ajuda. Quando recebi o email fiz questão de responder porque tenho noção da dúvida que a consome. Tentei dar leveza a uma história tão carregada de sentimentos e angústia. A seguir vou colocar o conselho que dei pra ela. Gostaria de saber da opinião de vocês.
 
"Oi Mônica, boa tarde!!!
Menina, as histórias de amor (por mais malucas que sejam) sempre me encantam... A sua história é simples de resolver, vá por mim...
A primeira coisa que eu preciso saber é: Você confia nele? Você acha que ele pode estar querendo te enrolar? Se a resposta for não (e eu acho que é tá tudo resolvido).

Se você o ama, você já respondeu 80% das questões, amada. Seja feliz, viva feliz e aproveite cada momento de prazer que a vida está lhe oferecendo. Fico feliz em saber que você recomeçou, a vida é cíclica e a gente não deve parar. Você não pode desanimar. Acredite no amor e esteja preparada para
recomeçar outra vez caso as coisas não saiam como você esperou.

Essa história de "estamos no mesmo teto, mas não temo mais nada" realmente assusta. Se acabou por que não separa? Eu entendo seu receio, mas não faça nada que venha a se arrepender depois. Você está envolvida demais pra se afastar agora, fique observando-o, caso perceba que não há reciprocidade, ou seja, que ele só fala mas não age, que talvez ele não sinta por você a mesma coisa que você sente por ele... aí sim é hora de pensar em dar adeus, mas antes disso ainda há um caminho a percorrer.

O que vc tem q priorizar, Mônica, é a sua felicidade. Você precisa ser cautelosa, responsável e proteger seu coração, seus sentimentos e não deixar que ninguém os magoe. Você precisa ter a consciência de que a
responsabilidade de cuidar de você é somente sua. Você não pode esquecer que o Chico é humano, que tem defeitos e que pode te magoar. Não pode esquecer que o risco faz parte do jogo e você poderá sim se machucar, mas vai ter que levantar e seguir seu caminho. Sabendo disso, é muito pouco provável que se decepcione. Caso haja a decepção será em uma menor escala. Não causará muitos estragos.

Espero ter ajudado. Espero que você seja muito feliz e que o amor prevaleça.

Beijos!

Verônica

2 comentários:

Cadinho disse...

Mônica, concordo que vc tenha que ser feliz e que deva buscar sua felicidade!
Agora... Se pra ser feliz outra pessoa tenha que experimentar a infelicidade, eu já acho que o encanto da história acabou...
Vá por mim, sou homem, já sofri por amor e também já fiz alguém sofrer!
Vc está apaixonada por ele, tá certo? Se vc sabe da esposa e ela sabe de vc, tá tudo certo... Mas se vc notar que ele ta te enrolando, cai fora!
O desfecho dessas histórias nunca é legal... sempre alguém vai sofrer e esse alguém pode ser vc...
Bom, essa é minha opinião!

Cristiane Guimarães disse...

Mônica,

Viver uma história assim é cruel pçara todas as partes envolvidas. E tem uma pessoa muito importante que também esta nesta: seu filho.
Pelo menos pela minha forma de pensar, um homem quando tem certeza que não quer mais ele pura fora, ele não fica no lado até isto, até aquilo...Ele pode ajudar a outra sem estar perto e assumir o que ele diz que é importante no momento. Siga seu coração, mas cuidado...As vezes é melhor sermos duras e deixar ele tomar a decisão longe, ai ele decidindo vc estar (se vc realmente descubrir que é isto) de braços abertos esperando. Mas não vejo felicidade onde tantas pessoas estão envolvidas. Muita luz para vc.