sábado, 29 de setembro de 2012

A arte de dizer: Eu Te Amo!



Entre os irmãos nunca foi muito comum a arte de se declarar. Nós brigamos como alguns brigam, somos uma família grande e as diferenças surgem mesmo, é inevitável... Quando morávamos todos na mesma casa já protagonizamos sonoros arranca-rabos, mas... Tudo isso não passava de arroubos da juventude.

Sempre tivemos uma base familiar muito forte, sempre tivemos a união e o companheirismo muito arraigados. Nossa mãe nos ensinou a contarmos sempre um com o outro e assim o fizemos.

Nunca tivemos o hábito de nos declararmos. Eu confesso que morro de vergonha de dizer pros meus irmãos ou pra minha irmã que os amo. Mas, eles sabem. Nós todos sabemos. Temos um jeitinho bem peculiar de dizermos um ao outro (mesmo sem palavras):  Olha, eu amo você e estou aqui pro que der e vier. Conte comigo sempre.

Lá em casa sempre foi assim: mexeu com um. Mexeu com todos. A gente toma as dores mesmo, compra a briga mesmo e ficamos ainda mais unidos pra resolver a questão, seja ela qual for. Com as voltas que mundo dá acabamos nos afastando, geograficamente falando. Tenho dois irmão morando em SP, um mora no Recife, mas trabalha no RJ e fica mais tempo por lá, e o outro morava em SP e voltou recentemente pra Petrolina. Como se não bastasse esse tanto de gente espalhado, minha irmã resolveu voltar pra Bahia e ficamos só eu e mainha aqui em Petrolina numa casona.

Pois bem, há muito pouco tempo eu conheci uma parte da família que eu sabia que existia, mas não tinha contato algum. Essa reaproximação despertou em mim uma sensação de proteção, de amparo que me fez muito bem. Aí é que eu me toquei que estava carente de carinho de família. Estava necessitada de colo e amparo. Decidi então mudar minha postura em relação aos meus irmãos e às pessoas que eu amo. Vez por outra, leia-se quase todos os dias, eu mando um sms com uma palavra de apoio acompanhada de uma declaração. Isso tem me gerado frutos incríveis. Ontem recebi ligação de dois dos meus irmãos que falo muito pouco. Me senti tão bem... percebi o quão gostoso é essa reaproximação e fiquei me perguntando porque eu não faço isso sempre. Porque eu não fiz antes? Mas, ainda bem que não foi tarde pra recomeçar.

Eu falo por experiência própria, é muito doloroso, mas muito doloroso mesmo você sentir vontade de dizer pra uma pessoa que a ama e não poder. Quando meu irmão morreu eu fiquei puxando na memória, uma única vez que eu tivesse dito a ele (com palavras) o quanto o amava e não consegui me lembrar. Eu sei que ele tinha consciência de quanto era amado, ele sabia que eu o amava, demonstrava de outras formas, mas eu deveria ter dito. Agora não posso mais.

Um conselho que eu deixo é: NUNCA perca a oportunidade de dizer a alguém o quanto você ama. Seja quem for. Diga! Quando algumas coisas acontecem, isso já se torna impossível aí já é tarde demais.

Então, deixo aqui meus recadinhos: meus irmãos, eu amo vocês!

Vanessa, apesar das nossas runhas você é mais que especial pra mim! Te amo!

Mainha, a senhora é minha heroína! Te amo!!

Faça feliz a quem você ama e seja feliz por isso!

Verônica

5 comentários:

Cozinha de Mulher disse...

Boa noite Verônica..
Tem toda razão.. Dizer que amamos alguém é muito importante..
Eu tive esse problema com minha mãe.. apesar de termos tido uma história difícil.. sermos distantes uma da outra.. não ter sido criada por ela sempre.. sempre senti vontade de dizer e ouvir "eu te amo".. só agora com meus quase 35 anos, é que consigo dizer claramente o quanto a amo.. e ouço dela isso também.. mas foi preciso muito sofrimento, para chegarmos a isso..
Já com minhas filhas faço o contrário.. todos os dias, ao nos despedirmos pela manhã e antes que durmam sempre dizemos o quanto nos amamos.. assim como mensagens no meio do dia... Sempre digo a elas o quanto importante é demonstrarmos aos que amamos a importância que possuem em nossas vidas..

Seu cantinho é lindo.. eu simplesmente amei..
Um beijo carinhoso e uma terça-feira linda
Sheila

Panelinha da Fafah disse...

Olha, a coisa mais difícil de praticar se chama AFETIVIDADE!
E como é fácil dizer EU TE AMO!

bjnhs

O Divã Dellas disse...

Sheila,

Lá em casa sempre tivemos essa dificuldade... Minha mãe é a mãe mais carinhosa e amável que eu conheço, mas ela não expressa sentimentos com palavras e sim com ações.. Então, por não receber de sua mãe, ela não soube passar pra nós...
Hj em dia, estou mudando isso, e garanto: tem sido muito, muitoooo gratificante!

Beijos e volte sempre!

Fafá,

É verdade, colocar o sorriso nos lábios de alguém é tão fácil e nós não fazemos isso com frequência, né? O que é uma pena!

Adoro suas visitas!

Beijos!


Verônica

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi Vel!

"Eu te amo e vou gritar pra todo mundo ouvir..."

Que bom que a gente pode falar, né?

Agradeço de coração os votos de felicidade pro meu irmão.

Beijos!

O Divã Dellas disse...

Vcs merecem!!!

Um beijo, amada!!!!

Ahhhh amooooo vc tb!!!
Amo vc aqui!
Amo seus comentários!
Amo dua delicadeza!


Beijos!!!

Verônica