quarta-feira, 25 de abril de 2012

Quebrei A Cara!


(by Cinthya)

Mulher bonita, inteligente, de certa forma independente, mãe de um filho lindo, 36 anos de idade e um dedo podre para escolher amores. É uma coleção interminável de histórias que não dão certo. Como se eu fosse um imã de casos errados, tortos, desconcertantes. Como se eu fosse doutorada em “Relacionamentos Que Não Andam”.

Uma história após a outra vão se desmanchando e escorrendo entre os meus dedos. Alguns casos acabam por motivos trágicos, tristes. Outros por motivos bobos. E ainda existem aqueles que se desfazem por motivos quase inacreditáveis de tão sem sentido que são. Como se alguém, de fato, tivesse algum dia tido a triste ideia de fazer uma macumba comigo, pedindo a todas as entidades que dessem cem por cento de si na missão de acabar meus  relacionamentos.

Eu não sou exagerada. Quem me conhece sabe que falo a verdade. Muitas vezes as coisas estão indo no ritmo do vento, até que, de repente, do nada, do improvável, do quase impossível, aparece um motivo e pronto, a história se esvai e é levada pelo vento. E eu, mais uma vez, fico a ver navios, com a cara aos pedaços de novo, pedindo ajuda às amigas de novo para, pacientemente, juntar os pedacinhos e recompor as coisas por aqui.

Na última, eu fui inclusive pedida em casamento. Tudo muito romântico, tudo muito perfeito, da forma que eu sempre quis. Até que, no meu aniversário (sim, porque comigo é assim: não basta cair, a bordoada tem que ser grande, enorme, para que o hematoma dure por um bom tempo), o motivo mais bobo e ingênuo causou um estrago enorme na outra parte. Mas um estrago tão grande que eu, até hoje, não entendi e não recebi nenhuma explicação do que, de fato, aconteceu. Ele simplesmente quis partir. E partiu. É um direito que lhe cabe. Fazer o que, né?

Enfim, cá estou eu com meu dedo podre, temerosa de apontar em outra direção. Temerosa de achar outro caso torto. Temerosa de levar outro tombo grande. Temerosa de, de tanto quebrar a cara e consertar depois, ficar deformada. Ficar feia, ficar fria, ficar seca, ficar crua.

Cá estou eu, usando de toda a minha força para não perder, de jeito nenhum, a fé no Amor. Para não cansar. Para não desistir. Para deixar passar o passado. Para pensar no hoje e no futuro. Cá estou eu, aflita com tudo isso, mas me esforçando para não perder o rebolado. Porque, eu caio, quebro a cara, mas não dou o braço a torcer. Levanto e subo de novo no salto, passo meu batom e sorrio para o mundo que insiste em me dizer “não”. Vamos ver quem cansa primeiro.

9 comentários:

Mima D. disse...

Ah, Cinthya...
Suas palavras me fizeram pensar em muita coisa que tem acontecido por aqui, e no tanto que tenho me esforçado pra manter de pé quem insiste em cair...
E me fizeram também pensar em uma música, pra que você não deixe JAMAIS de levantar:
"Reconhece a queda e não desanima. Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima!"
Estarei sempre por aqui pra quando precisar... sempre!
Bjs

Tati disse...

Nossa,agora eu fiquei assustado...pq se vc acha que tem um dedo podre para o amor eu tenho a mão toda...E minha historia não é muito diferente da sua...Acabei de levar um pé na b...depois de dois anos e meio e pior,por alguma motivo que eu desconheço...Mas como diz uma amiga minha nosso coração não se quebra mais ele já virou um "LEGO" fica mais fácil de montar!!!

Debby disse...

OI Cyyy
Lindinha estamos juntas, unidas e pelo que li andando de lado a lado !! rsrs
Amiga aprendi "com o meu provável dedo podre... quase sumido já ! rsrs e aprte do seu primeiro parágro faz o homem correr léguas de mulhres como nozes rsrsr
Lindas, seguras e independentes..danas da própria vida sabe?

E Que mané dedo podre o que, mulher ?
A verdade é uma só e absoluta os homens estão ficando miopesss e não estão enxergando agente.
Magina !!
Duas preciosidades que nem nós, rarissimas, lidissimas não pode nunca ter dedo podre.
Podemos sim, ficar ceguetas de vez em quando rsrsrs
Brigadin pela visita
Bjs
Debby :)

E como diz o meu cantor xodó Carlinhos Brown ... quem tem Deus como império, no mundo, não está sozinho.
Bola para frente e vamos fazer essa fila andarrrr rsrsrs :)

Te adoro viu ?

Vanessa disse...

Oi, Linda!

Acredito que tudo o que acontece em nossas vidas serve para aprendermos algo ou para ensinarmos algo... talvez não seja você que tenha de aprender... o futuro a DEUS pertence e creio que algo muitíssimo bom ele tem pra você.

Sonhe, acredite, continue caminhando, tentando, persistindo e, se necessário, tente novamente. Tenha fé!

Fica com DEUS!

Bjin!

Rogerio Rinaldi disse...

Adoramos o seu blog,é maravilhoso e sempre estamos por aqui conferindo todas as novidades.
Desejamos a vc uma ótima quinta feira.
Estamos com a campanha G+1 e contamos com a sua participação.
http://sbrincos.blogspot.com
http://www.airu.com.br/loja/sobrincos

Anônimo disse...

Putz...Muito bonito, e eu no Chile lendo seus textos.To com saudade, abs...

Anônimo disse...

Putz...Muito bonito, e eu no Chile lendo seus textos.To com saudade, abs...

Mário Pires disse...

Nós,seres humanos em geral, temos e sentimos a necessidade de estar em companhia de alguém, isso é fato! Porem, claro e obvio, não quer dizer que seremos exclusivamente felizes se tivermos uma "costela" ao nosso lado. Tem coisas que são inexplicáveis, tipo: por que Deus existe? E, no seu caso, rsrs por que tenho o "dedo podre"? rsrs brincadeiras a parte minha querida. A vida é assim. E com toda certeza minha querida, tal situação não é exclusivamente tua. Mas enfim... contine a tentar... por que quem não caminha, não tropeça em pedra!! Fica com Deus! E pára de pensar q tem dedo podre... :) Grande abraço!!

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi , flor!
Relacionamentos são complicados.
Mas não procure as joaninhas....deixe que venham.
Beijos!