quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

As Músicas Que Marcaram A Minha Vida




Hoje é quinta-feira, mas bem que podia ser sexta, né? Meu corpo cansado, agradeceria imensamente. Já que eu não tenho o poder de alterar os dias da semana eu posso modificar a maneira de vê-lo, certo? Certo! Pois é isso mesmo que eu vou fazer...

Hoje será a minha quinta-feira com gosto e jeito de sexta. E pra deixá-la perfeita vou remexer nas minhas memórias musicais e citar músicas que marcaram épocas na minha vida.

Começo pela infância, a música que marcou a minha infância foi O Menino da Porteira. Eu tô falando sério. Claro que teve a Xuxa, a Angélica, a Mara Maravilha e a Eliana. Mas a minha infância e pré-adolescência foram marcadas por Sérgio Reis, minha mãe ouvia muito (e me obrigava a ouvir) eu obviamente odiava.

Lembro de um fato engraçado que aconteceu, ela tinha comprado um CD novo na época e pediu que eu colocasse, o detalhe é que quando eu colocava os CDs no aparelho eu já o colocava pra tocar no mínimo da faixa 8 em diante, só pra acabar logo. Ela ocupada nos afazeres domésticos, muitas vezes nem percebia. Nesse dia deu zebra, ela estranhou porque O Menino da Porteira era a primeira faixa do tal álbum e quando foi conferir viu que estava na décima música. Ficou uma fera comigo e meu plano até então infalível, acabara de ir por água a baixo. Desse dia em diante eu teria de arrumar outro plano pra me livrar daquela tortura. Pois bem, não arrumei e de tanto ouvir acabei gostando. Assim também foi com o nosso saudoso Luiz Gonzaga, o Rei do Baião. Reclamava tanto, bradava tanto, mas acabei me apaixonando a ponto de conhecer Exú (A Terra Natal do Mestre Lula) antes mesmo da minha mãe.

Voltando ao tema...

Em 1996 ano que Renato Russo morreu, eu tinha 13 anos, foi bem nessa época que ele virou mito e lenda. Me encantei por suas músicas e "Hoje a noite não tem luar " Foi a música que me fez suspirar e me fez sonhar dormindo e acordada durante a adolescência. rs

Essas foram as épocas de maior foco. até aí foram essas duas que mais se destacaram, daí em diante uma mistura de rítimos e sons. Uma infinidade de músicas que me trazem doces recordações e fazem brotar um sorriso gostoso no canto dos lábios até hoje. De Djavan, Chico Buarque, Caetano Veloso, Maria Bethânia à Ira, O Rappa, Capital Inicial a lista é imensa. Claro que o Rei Roberto Carlos não poderia ficar fora, né? Acreditem, a relação de preferidas e longa, muito longa.

Não vou me aprofundar no tema, mas queria deixar aqui registrado em especial o meu apreço por Pétala e Samurai de Djavan.

E como filosofia de vida (a minha filosofia de vida em vários momentos) eu tenho essa canção. E compartilho com vocês.

Beijos e boa quinta/sexta cheia de música!

Verônica



Tocando em Frente
 Almir Sater
Ando devagar por que já tive pressa
E levo esse sorriso por que já chorei demais
Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe,
Só levo a certeza de que muito pouco eu sei
Nada sei.

Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir

Penso que cumprir a vida seja simplesmente
Compreender a marcha e ir tocando em frente
Como um velho boiadeiro levando a boiada
Eu vou tocando dias pela longa estrada eu vou
Estrada eu sou.

Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir.

Todo mundo ama um dia todo mundo chora,
Um dia a gente chega, no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
E ser feliz.

Conhecer as manhas e as manhãs
O sabor das massas e das maçãs
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir.

Ando devagar porque já tive pressa
E levo esse sorriso porque já chorei demais
Cada um de nós compõe a sua história,
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
E ser feliz.

Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir.

12 comentários:

Van disse...

Pétala é linda ! Um hino ao amor e foi a música que escolhi para iniciar minha festa de casamento, nossa chegada ao salão... Mas a minha preferida dele é Nem Um Dia, essa é a música da minha vida toda, com certeza !

Adorei passar aqui hoje , como sempre adoro ! Grande Beijo , meninas !

Olha Eu Aqui! disse...

Voce esqueceu do "Bonde do Maluuuuucoooo", a banda que voce MAIS adora!!!

kkkkkkkkkkkkkkkkkk

O Divã Dellas disse...

kkkkkkkkkkkkkk Verdade, Aliny! Não é que eu ADORE, mas me traz boas recordações, ela ta aí nesse trecho que diz: "Uma infinidade de músicas que me trazem doces recordações e fazem brotar um sorriso gostoso no canto dos lábios até hoje."


Beijos!


Verônica

Vanessa disse...

Temos a mesma idade...só pode.

Quase 100% de identificação;

Estudei com o Marcos, filho do Sérgio Reis. Íamos pra Campos do Jordão no acampamento da escola e ele levava o violão. Adivinha a mais tocada? Menino da Porteira...rs
Marcou muito minha infância...

Bjos!

Carla disse...

Verônica corajosa,rsrs.
Bricadeirinha, também era obrigada pela minha mãe a ouvir o que ela gostava, Clara Nunes, Martinho da Vila, mas ao contrário de você não me apaixonei por esses. Mas ela gostava de Roberto Carlos, Jorge Ben esses sim aprecio até hoje. Aliás música é minha companheira de todas as horas. Gosto muito de rock e MPB.

beijão pra vc !

Stephanie Pereira disse...

Hoje a noite não tem luar, de Legião, é uma daquelas musicas que parecem um pedacinho do paraíso. :)

Vc tem um gosto musical parecido com o meu, parecido...:)

Sac do Amor disse...

Bacana o blog, curti!

Uma otima semana!

bjus

Julliany kotona disse...

Oiiee ain flores que post incrivel amo essa musica do allmir sater, um sabio cantor e compositor a letra encanta e emociona a quem ouve ando devagar porque já tive pressa e levo esse sorriso porque já chorei de mais minha parte preferida. bjão lindonas.

Mima D. disse...

E não é que "Tocando em frente" une num mesmo gosto tantas pessoas?

Quando postei lá no blog, as amigas disseram que esta música era quase uma constante para elas.
Naquele momento da minha vida, e ainda agora, é quase um mantra... E só vejo mais e mais pessoas lembrando dos trechos dela. E cantando!

O vídeo é lindo, Verônica! E o gosto musical também!

Bjs

Lília disse...

Eu sou movida a música e a livros, confesso que poderia escrever uma longa história de músicas que marcaram a minha vida.

O mais engraçado é que quando ouvimos essas músicas, conseguimos lembrar de detalhes daquilo que passamos na época... é gostoso demais!

San disse...

`E uma coisa meio louca como uma música marca a vida da gente, sou do tempo das brincadeiras dançantes nas garagens aqui é interior então as coisas demoravam mais a chegar rsrs mas chegavam e as brincadeiras vieram como era bom ... e como as musicas marcaram bjs

Ursula disse...

Sempre que escuto uma musica da minha infancia ou adolescencia me vem aquela nostalgia gostosa demais. Bom lembrar esses momentos deliciosos não?
Beijos
ursulaferraricoach.wordpress.com