quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Quando O Trabalho Não Enobrece A Alma...

 

(by Cinthya)
Alguns dias chegam e nos pegam totalmente desprovidas de vontade. Aliás, uma única vontade permanece: a vontade de não levantar da cama. Mas... Como a nossa gaveta já acumula alguns boletos que aguardam pagamento... A gente levanta e o enfrenta.
Olhar-se no espelho só aumenta a vontade de não ser vista. Olheiras, tintura pedindo retoque, uma espinha, enfim, tudo o que não queríamos ver está ali na nossa frente, aliás, na nossa face. Por mais que se arrume, por mais que se troque de roupa, não adianta, nada fica legal. E vamos nós, carrancudas e introspectivas rumo à batalha de oito horas contra tudo aquilo que não nos faz feliz.
É pisar o pé na empresa e todos te atacam com cobranças, com lembretes, com pedido de favores e você apenas respira e pede calma ao bom Deus... “É apenas mais um dia”, você pensa... Nem no banheiro te dão folga! É impressionante como acertam os piores dias para te trazerem os maiores pepinos. Você se sente abafada, pequena, sufocada. Perdida num mundo que não é seu, num ambiente de dissabores. Não demora muito e o desânimo te engole. O rendimento vai por água abaixo.
Você olha em volta e vê como o seu emprego é chato, te suga e não te faz feliz. Ah se pudesse viver daquilo que se ama fazer! Viver da poesia, da fotografia, do desenho.  E aí você pensa “como deve ser feliz quem trabalha no que realmente lhe dá prazer”. E bate uma pontinha de inveja. Pois você sabe a capacidade que tem de criar e produzir aquilo com que tem afinidade e vê o seu talento sendo esmagado por uma quantia mensal que nem te enrica tanto assim.
É enorme a vontade de pegar a bolsa e sair correndo, sumir dali, de sumir da cidade. Ir para uma praia linda, beber um drinque, comer camarão, ouvir uma música animada e esperar o carnaval chegar. Sem se preocupar com mais nada, apenas curtir.
O ramal toca:
- Já finalizou o relatório? O cliente está aguardando.  – pergunta a voz seca do outro lado.
Você acorda do sonho, volta da praia, cospe o camarão e mete a cara no trabalho, de novo. Vai se acomodando nessa atmosfera sufocante. E a profissão que te realizaria como ser humano, a vontade de trabalhar com aquilo que realmente te dá prazer vai se transformando numa expectativa de que esse dia cinza passe logo e que o amanhã te encontre mais amena, mais leve, mais adocicada... Quem sabe assim você consiga enxergar uma saída para se livrar da tortura que é um trabalho chato!


15 comentários:

Mima D. disse...

Ah, Cinthya...
É em dias como esse, que por sinal tem se repetido com mais frequência ultimamente, que me pergunto se vale mesmo a pena esperar por dias mais suaves, pelo menos em relação ao trabalho.
E toca de continuar a lida, porque o mundo não espera pra tomar a decisão de mudar o que não nos deixa feliz.
É fazer, ou mudar.
Inspirador o texto. E obrigada pelo carinho de sempre!
Bjssssssssss

Amanda disse...

ahhh isso eh muito chato mesmo viuuu
tinha uma assim e fiz o melhor, joguei pro auto!!!

e so tenho uma coisa a dizer, nunca façam além do que vcs podem fazer pela empresa de terceiros
pois no final vc leva de ruin!!!

bjus


Amanda Duarte

Julia Susigan disse...

Para algumas empresas vc é somente mais um, enquanto para outras voce é a sema de tudo !!!
Precisamos viver mais e trabalhar menos, nos stressar menos ...

Obrigada pela visita ao meu 'cantinhu'

Bjs

Borboleta no Casulo disse...

Cinthya minha querida sei mt bem como é, sou altamente frustrada no meu serviço. Não faço nada que eu gosto e ainda tenho que aguentar mt energia negativa na minha vida. Fico lá pq me pagam bem e eu tenho as contas p pagar e a minha faculdade. Enhtão o esse dinehirinho suado eu me dou ao luxo de certas coisas para eu ficar mais alegrinha!!rsrs
Bjssss

Juliana Luzzi disse...

Aliar, trabalho e prazer
Uma tarefa difícil.

Adoreei o espaço de vocês
Vou acompanhar sempre!

Beijos mil

Ursula disse...

Tem dia que a gente quer virar pó e que alguém assopre..
Mas se todos os dias estão assim, bem, dai é melhor a gente rever nosso conceito.
Beijos
ursulaferraricoach.wordpress.com

Ruth disse...

Texto contemporâneo!

Gostei!

Zil Mar disse...

Oi...eu tb curto demais o espaço de vcs!

obrigada pela visita!

Bom demais o texto...juntar trabalho e prazer em trabalhar...seria perfeito...acho que ´deveriamos lutar por isso...

bjos!

Zil

Van disse...

Minhas lindonas ! É por essas e outras que virei estudante profissional e almejo passar num concurso público...pelo simples fato de o que amo fazer, na vida real, não me trazer nenhuma recompensa financeira, apenas espiritual...e como de brisa e de amor não dá para se viver, temos que trabalhar..que trabalhemos onde a remuneração nos pague a altura !

É complicado isso mesmo...Grande Beijo.

Elmar Herculano disse...

Não fique angustiada
Minha grande poetisa;
O bicho que te incomoda
Também no meu calo pisa.
Entrar naquele escritório
É o que mais me aterroriza.

Não estás sozinha nesse náufrago! kkkkkkkkkkkkkk
Beijos!
Elmar

Julia Susigan disse...

Realmente, quanto mais próximo .. mais gostoso ^^

Obrigada pela visita Verônica

Bjs

Ana Paula disse...

Oiiii, obrigada pela visitinha e o recadinho no meu blog....tenho acompanhado o seu e adorado, gosto a maneira como você escreve e expõe a suas ideias e confesso, já me vi nessa situação também...tem dias que eu quero que pare o mundo, porque eu quero descer....

Beijos e apareça lá mais vezes.....

Long Haired Lady disse...

uma boa saida sim!
minha mae me ensinou isso quando eu era criança e ficava doente, ela dizia: pense numa coisa bem boa que passa logo!

Karina Alecrim Bessa disse...

Olá Cynthia!

Vim agradecer sua visita! :)

Bjs,

Karina.

Vanessa disse...

Menina, você descreveu exatamente como ando me sentindo há tempos aonde eu estou. Pior é aqueles conselhos "Tem que agradecer que tem emprego! Podia ser pior." Isso não me faz sentir mais agradecida e menos de saco cheio por estar com uma corrente presa aos meus pés e aguentando toda sorte de gente chata, mal amada e que quer te derrubar. Nossa, ando exausta dessa vida monótona e sempre a mesma coisa. Nada muda e minha alma grita todos os dias por uma revolução!

Bjs