quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

"Palavras Ao Vento"



(by Cinthya)

Ele, com suas mãos firmes, me segurou pelos ombros e disse:
- Fale comigo!
Eu apenas me esquivei e saí.
Ele me seguiu e me encontrou sentada na varanda.
- Fale comigo!
- Amanhã eu falo. Agora preciso ficar em silêncio.
Ele não gostou da resposta. Queria que eu falasse sobre o que ele fez e me desagradou, me magoou. Queria discutir e expor as razões dele. Queria que eu defendesse os meus motivos, queria que ficássemos ali nos desgastando em palavras pesadas e desnecessárias, simplesmente jogadas ao vento. Ele estava nervoso, tenso com algum problema que eu desconhecia.
Calei.
Em outros tempos talvez eu tivesse descarregado a metralhadora de sentimentos confusos, que ferviam junto com o meu sangue. Talvez eu tivesse falado, chorado, xingado ("eu não tenho nada a ver com os seus problemas"). E assim, acionaria o gatilho da dor e deixaria vir à tona todas as mágoas passadas mesmo que nenhuma delas tivesse relação com o fato presente. E deixaria tudo sair e acertá-lo como um punhal. E depois, por mais que pedisse desculpas e por mais que ele desculpasse, as palavras continuariam existindo e, vez ou outra, acenderiam em sua mente.
Os meus 34 anos (quase 35) me fizeram perceber que muitas coisas não precisam ser ditas, que muitas discussões podem ser evitadas e que na verdade elas não resolvem nada, apenas inflamam uma situação que já é delicada.
Quando a gente se irrita a tendência é percorrer (para dentro) o caminho de toda e qualquer mágoa que tenhamos contra aquela pessoa e aí o negócio vai longe. É desarmonia que não acaba mais.
Nessas horas o silêncio se encaixa perfeito. Você, simplesmente, cala para não ferir. Cala por saber que o que tem pra dizer naquela hora não é exatamente o que poderia resolver a situação, muito pelo contrário, apenas a tornaria mais desagradável. Ter a consciência de que palavras ferem (e muito). Que palavras proferidas têm o poder de tornarem-se eternas. Sendo boas, ótimo! Sendo ruins, péssimo!
O silêncio é um dom. E é uma sabedoria exercê-lo. Para silenciar você precisa se despir do orgulho e do sentimento mais primitivo da raiva. Ao tempo em que, silenciar não significa ser omissa, não significa abafar o que se sente, ser submissa. Apenas saber a hora certa de falar, saber o que precisa, de fato, ser falado e como isso se dá. Respeitar o momento de irritação do outro (ou nosso) e esperar o vendaval passar para então, conversar.
Quando se aprende o valor do silêncio, se aprende a viver mais tempo dentro da harmonia, aprende a conhecer-se melhor e a conhecer melhor todos que nos cercam. E em nome do amor, silêncio para todos (na hora certa)!
Voltando ao início do post, ele entendeu que eu calei porque o amo. E se, naquela noite, dormimos envolvidos no silêncio, foi porque o amor ganhou mais uma!
No dia seguinte então, sentamos e conversamos calmamente sobre o ocorrido. Cada um assumiu a parcela de culpa que lhe cabia e pronto. Assunto resolvido. E sem as palavras jogadas ao vento na hora em que os nervos estavam à flor da pele.
“Apague a luz,
E sabia que te amo”
(Renato Russo)


13 comentários:

Ursula disse...

AMEI esse seu post!!!!!
Realmente as vezes o silencio fala mais do que mil palavras.
Beijos querida
ursulaferraricoach.wordpress.com

Andarilho disse...

Saber ficar quieto é um sinal de sabedoria. Ou, como aquela velha piada, 'melhor ficar calado e deixar o outro achar que vc é idiota do que falar e fazer com que ele tenha certeza'.

Marisa Passos disse...

Se conseguirmos ficar em silêncio no momento da raiva, o resultado será bem melhor, só iremos falar o que for necessário, é muito dificil consegui, mais temos que tentar, vamos conseguindo com a maturidade. Beijos Cinthya.

Natália Coelho disse...

Saber ficar calado é muito importante!!
As vezes o silêncio é a melhor resposta!!
Adorei o post, bjinhos!


http://natalia-coelho.blogspot.com

My disse...

Hummm difícil...
Mas quando se ama se aprende...
bjs girls ;)

Van disse...

Sim , às vezes é preciso esperar assentar a poeira... Uma pausa e tudo se transforma em melhor , em mais fácil entendimento. Adoro sempre estar por aqui ! Grande Beijo para minhas duas fofas !

Mima D. disse...

Mais um post da série "Cinthya escreve para Mima"...
:)
Bjsssssss

Juliana Luzzi disse...

De fato, o silêncio as vezes é um sinal de bom senso.
Adoreei o post ;*

Vanessa disse...

"Minha metralhadora cheia de mágoas" como diz meu querido Cazuza, também está deixando de atirar pra todo lado. Mesmo tendo passado por tantas coisas esses dias, mesmo sendo magoada, calei.
Mas me diz, como calar meu coração?

Bjos

Borboleta no Casulo disse...

Resolver as coisas de cabeça não dá certo. Precismaos de um tempo para parar e pensar no ocorrido!!
BJs

Sonhos De Deus disse...

A nossa alegria supera nossa tristeza, nosso consolo supera nossa dor, nossa fé supera nossa dúvida, nossa esperança supera nosso desespero, nosso entusiasmo supera nosso desânimo, nosso sucesso supera nosso fracasso, nossa coragem supera nosso medo, nossa força supera nossa fraqueza, nossa perseverança supera nossa inconstância, nossa paz supera nossa guerra, nossa luz supera nossa escuridão, nossa voz supera nosso silêncio, nossa paciência supera nossa impaciência, nosso descanso supera nosso cansaço, nosso conhecimento supera nossa ignorância, nossa sabedoria supera nossa tolice, nossa vitória supera nossa derrota, nossa ação supera nosso tédio, nosso ganho supera nossa perda, nossa resistência supera nossa fragilidade, nosso sorriso supera nosso choro, nossa gratidão supera nossa ingradidão, nossa riqueza supera nossa pobreza, nosso sonho supera nossa realidade... Nosso amor a Deus, ao próximo, à vida, nos faz superar tudo! (Pr. Edilson Ram)Uma semana de vitórias Deus é com tigo creia! TENHO UM BLOG GOSTARIA DE TI CONVIDAR SEGUIR O ENDEREÇO É:http://SNSDEUS.BLOGSPOTFICA COM NOSSO PAPAI já estou te seguindo te encontrei através de uma amiga,post teu comentario vai ser uma benção prs seguidores e visitantes uma semana com muita sorte de benção!!!

Mariana disse...

Nossa, adorei seu post!! E concordo inteiramente. Não adianta discutir, argumentar. Às vezes é mesmo necessário engolir o instinto e manter a razão... ninguém diz e entende e reage bem quando está de cabeça quente!!
Esses textos são incrivelmente bem escritos. E aí eu me pergunto pq tem tanto blog ruim por aí que faz o maior sucesso e outros tão bons quanto o seu no anonimato. É revoltante, viu!!

Eu estou fazendo uma enquete no meu blog, será que vc poderia responder, por favor?? São só duas perguntinhas!! Obrigada!!! Se vc já respondeu, desconsidere essa msg =)))

Beijinhos!!!

Carla disse...

Muito bom Cynthia !
Só a maturidade nos traz essa tranquilidade de saber calar.
Esperar é sabedoria.

Beijos querida !


PS: Ah! E quanto ao post das indicações adorei a tentativa acertada. Quanto ao mico, liga não amiga, já paguei vários também. Mas só uma diquinha para o próximo, é só copiar e colar, rsrs.

beijinhos