quinta-feira, 11 de outubro de 2012

A Palavra é: Vazio!




Eu tenho muita coisa pra dizer, mas hoje as palavras me abandonaram. Fugiram todas e me deixaram vazia. Sinto muita coisa, mas não consigo me expressar. Hackearam meu sistema e apagaram todos os dados.

Tive um sonho estranho, ainda estou tentando desvendá-lo. O sonho foi confuso, mas eu sinto que foi revelador. Eu só preciso encaixar as peças desse imenso quebra-cabeças e ter a coragem que eu sei que vou precisar para tomar a decisão que eu vou precisar tomar.

Fiquei sabendo ontem de uma "volta por cima" que um grande amigo deu. Depois de perder tudo (financeiramente falando) ser humilhado, passar necessidades e sofrer vários infortúnios esse amigo foi embora, para uma cidade não muito distante. Começou de baixo, um passinho de cada vez, uma pedra de cada vez conseguiu reconstruir seu castelo e hoje, graças a Deus e graças a sua força de vontade, ele está muito bem. Queria contar a história do meu amigo para vocês, mas não consigo.

Todas essas coisas me inquietam, mas eu não sei extrair delas uma mensagem positiva para passar pra vocês. O nosso desafio diário é escrever melhor e melhor, é deixar uma mensagem positiva, é mostrar um caminho para quem está perdido, é mostrar para quem nos ler que nós também temos dias ruins, fraquezas, limitações, falhas e dúvidas, muitas dúvidas...

Pois é, gente... Peço desculpas. Minhas mais sinceras desculpas, mas hoje não haverá postagem. Sinto que falhei, mas somos humanos e por isso passíveis de falhas. Não é a primeira vez que isso acontece e provavelmente não será a ultima. Prometo que serei sincera suficiente para dividir aqui a tristeza por ter sido invadida pelo vazio. Por ter as palavras tomadas de assalto, por ver a fuga das idéias.

Até a próxima oportunidade. Espero que até lá eu tenha algo de bom para compartilhar.

Verônica

9 comentários:

O Divã Dellas disse...

Minha Parceira... Acho que "o vazio" é algo que nunca vai estar em você. Pois ainda quando você não consegue falar o que quer, fala o que sente e isso por si só já nos encanta. Beijo grande e fique bem.

Cinthya

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi Vel!

As , amiga... Vc até quando pensa que nao escreve, escreve e escreve muiiiito.

Esse " vazio" que muitas vezes sentimos, acredito que seja na versdade uma grande salada de sentimentos e sensações . Acho que faz bem até. Depois que digerimos, a gente se sente até mais forte.

Beijos e muita paz nesse coração bondoso, alegre, amigo e companheiro que vc tem.

Muita paz!!!

Selma.

O Divã Dellas disse...

Obrigada, amiga! Obrigada pelas palavras e por me ajudar a desvendar meu sonho. A montar meu quebra-cabeça. Beijos!


Selminha, vc é blogueira que é a leitora dos sonhos de toda blogueira! rsrsrs

Obrigada pela generosidade nos elogios!

Vc é um amor!!

te adoro, viu!

Beijos!!

Verônica

Ana Paula disse...

Verônica, houve um post. Lindo e sincero por sinal.
Precisamos por vezes do silêncio e da ausência de palavras.
Mas o seu vazio disse muito.
Um beijo e um bom feriado.

O Divã Dellas disse...

Obrigada, Ana! Suas palavras são muito reconfortantes!! Quando o coração não está tranquilo nada fica em harmonia, mas que bom que consegui me expressar!

Ótimo final de semana pra vc!!

Um beijo!!

Verônica

BIA disse...

Olá Verônica!!!

Ás vezes estes momentos vem mesmo para refletir...
Em relação aos sonhos algumas vezes parecem tão reais que não dá para acreditar que foi um sonho, outras vezes são respostas do nosso inconsciente e servem de inspiração também.
Quanto o filme "O Garoto de Liverpool" eu queria ter visto no cinema... mas acabou não dando... eu não quis ver em DVD (porque faço questão de ver na tela gigante), deixei para ver quando passar na série de documentários (por aqui fazem retrospectiva.) sou louca para ver, bem lembrando!!!
Bjs :)

O Divã Dellas disse...

É Bia... Nossos momentos de vazio servem para nos fazer refletir. Os sonhos as vezes são respostas para algumas perguntas que temos... Outras vezes são acusações do nosso sub consciente... Quanto ao filme eu assisti na HBO assisti The Wonders também! Passa flmes ótimos lá.

Um beijo e volte sempre!!!

Verônica

Quim disse...

As florestas seriam mortalmente silenciosas,se nelas cantassem sòmente as avess que cantam bem !
Mesmo sem ter nada para dizer,para escrever,o importante foi que voce disse,voce escreveu;pior seria,muito pior,se voce ,por falta de inspiração,se mantivesse em silencio...Nossa mente tem tambem os seus momentos de estiagem,nossa criatividade precisa tambem,vez em quando,de umas ferias,nada mais junto,pelo muito que exigimos dela.
A historia que voce conta,lembra a minha,aconteceu tambem comigo e ao contrario do que voce pensa,ha muito o que se extrair dela,como por exemplo:A capacidade que possue o ser humando de reagir,persistir, recomeçar tudo partindo do nada.Reconstruir uma vida,a propria vida, saindo do ponto zero,é uma expeiencia e tanto e quando se esta procurando recuperar o que se perdeu,percebe-se,quantas coisas pelas quais um dia lutamos tanto,nesta nossa "segunda vida",são inuteis,nenhuma importância possuem,não vale mais a pena se correr atras delas,porque delas não mais precisamos.
Quando voce não encontrar explicações convincentes para as coisas que te inquietam,não conseguir extrair coisa alguma daquilo que tens em mãos,não se preocupe,deixe-as de lado,cuide de outras coisas,pois as respostas que buscas, cedo ou tarde surgirão como por encanto diante dos teus olhos e nas mais diferentes formas.É comum não encontrarmos respostas para certas perguntas,porque as respostas então inseridas nas próprias perguntas é nelas que deveremos procurar...

O Divã Dellas disse...

Concordo com Tudo, Quim!

Obrigada, mais uma vez! Sua colaboração tem sido de suma importância para nós! Obrigada!

Verônica