quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Café Forte




(by Cinthya)

O prazo está correndo e o serviço parece que nem rende mais tamanho é o cansaço da minha mente. Olho para a pilha de papel que não para de crescer. Olho para os resultados que nunca casam da forma que eu necessito que aconteça. E o ramal“tiirinta”. E a chefe chama no bate-papo. E o celular toca no mesmo instante. Tudo ao mesmo tempo agora.
O corpo entra numa onda tão acelerada que dá a impressão de que é questão de tempo para o curto-circuito acontecer. O raciocínio trava, as ideias se esbarram umas nas outras numa dança descompassada, sem ritmo certo. Aliás, parece mesmo que cada coisa dentro de mim anda num ritmo diferente.
Antes que a explosão aconteça eu saio um pouco dessa turbulência. Uma volta pela empresa, uma visita na sala ao lado, uma ida ao banheiro. Qualquer coisa serve nessa tentativa de recuperar o mínimo que seja do meu equilíbrio. Qualquer coisa relaxante que possa servir de apoio e não me deixe ser sugada por essa tempestade de problemas.
Passando pela copa me vem uma ideia: Vou fazer um café! E, por um momento, volto minha atenção para essa nova tarefa. Uma tarefa mais amena, menos corrida. Sem pressa levo a água ao fogo, enquanto preparo os demais itens. Tudo organizado, tudo na medida certa. Despejo o açúcar e depois o pó do café (preparo café à moda da minha avó). E então o cheiro delicioso invade o ambiente.
Aquele cheiro de paz, de aconchego, de silêncio. Não sei por que acho que café tem “cheiro de silêncio”. Um momento só meu. Por segundos me vem à memória a minha vozinha fazendo café no final de tarde, enchendo a casa de cheiro. Por instantes eu me liberto da correria e curto um pouco de paz. Uma paz só minha. Imagino que o pó retido no coador simboliza os atropelos e o líquido que desce para a garrafa é o resultado de tudo: eu.
Parece que isso funciona como um reset na minha mente. Tudo se aquieta. O estresse se desmancha, a tormenta se acalma, a ventania sossega. Não demora muito para o cheiro percorrer o corredor e adentrar as outras salas. Logo os colegas de trabalho são atraídos pelo perfume saboroso de paz. E cada um se serve desse sossego, na mesma tentativa minha de resgatar o equilíbrio.
O meu café, assim como eu, é forte e doce. Tudo bem que algumas vezes eu erro e ele sai amargo, ou doce demais. Mas sua característica principal não muda. Ele é forte. Quem gosta, saboreia. Quem não gosta, prepara o seu, ao seu modo. E sigamos em frente.

13 comentários:

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi Cinthya!

Uma linda mensagem!!!!

Beijos

Selma

O Divã Dellas disse...

Selmina, um abraço e um café... Beijão!!

Cinthya

Ana Paula disse...

Ah os aromas... eles transportam! E o teu te transportou para o carinho da avó e trouxe o silêncio.
Que maneira linda de encontrar o equilíbrio dentro do ambiente em que se está. Por vezes é preciso encontrá-lo em meio ao tumulto do transporte, do trânsito ou o próprio tumulto interior.
Não tenho o hábito do café, mas com certeza, quando o cheirinho dele chegar, lembrarei deste bonito texto!
Beijo Cinthya

O Divã Dellas disse...

É, Ana Paula... A gente sempre tem uma forma de se reencontrar e não deixar a peteca cair... Sempre existe um jeito e é importante que tenhamos conhecimento disso. O auto-conhecimento é fundamental para colocar as coisas em ordem onde a ordem precisa existir para que tudo funcione bem. Beijão.

Cinthya

Rosangela disse...

Menina,

Você esteve lá no meu serviço rsrsrs
tudo isso acontece no dia a dia, mas ao invés de fazer um café saio de sintonia indo lá fora e admirando as flores e ouvindo o sabia dos pássaros.

Mais direta que isso impossivel. adorei!

bjs


O Divã Dellas disse...

Pois é, Rosangela, a gente tem que encontrar um cantinho de paz, não é?

Não podemos deixar o curto circuito se acontecer.



Abraço e feliz com sua visita.



Cinthya

Gisley Scott disse...

Nossa, que texto! Me indentifiquei demais com a analogia do café, pois café pede calma, pede pausa, pede apreciação.

Bjs!

Gisley Scott
www.vivendolaforanoseua.blogspot.com

O Divã Dellas disse...

Gisley,

Café é assim mesmo... Sempre tem cheiro de silêncio, de pensamento, de aconchego...

Abraço e volte sempre.

Cinthya

Joana disse...

Oi Cinthya! É a primeira vez que visito o blog, encontrei-o por acaso e estou a gostar! :)
Gostei muito deste post... Eu também tenho uma ligação emocional ao café, ele conforta-me imenso em diversas situações...
Beijos de uma Portuguesa na Suécia

O Divã Dellas disse...

Joana,

Que maravilha recebê-la aqui. Se és uma portuguesa, és gente muito boa, com certeza!

Tenho ótimas referências de Portugal.

Grande abraço e volte sempre sempre sempre, ok?

Cinthya

Anônimo disse...

Cinthya

Adorei o seu texto, me idenfifiquei com nele! sucesso para vocês!! sou um leitor assíduo.
PR

O Divã Dellas disse...

PR, que bom que se identificou com o texto. Volte sempre sempre sempre.

Abraço,

Cinthya



Quim disse...

Café aumenta a pressão ! Não,café não afeta a pressão !Café faz mal ao coração !Não,café não faz mal ao coração !Café faz mal ao estômago!Não,café não faz mal ao estomago! Café piora a gastrite !Não,café não piora a gastrite ! Café faz mal aos ossos!Não,café não faz mal aos ossos!Café afeta o sono!Não,café não afeta o sono !Tudo isto ja lemos ou ouvimos falar sobre o café em muitos lugares,geralmente trazido por autoridades medicas.O que gera polêmica e muita confusão. Pô !...Qual é ,então, a do café ? Faz mal ou faz bem ?Ou vice versa ?
A cada dia vemos uma novidade sobre o café,a mais recente:Previne câncer de pele,faz bem ao cerebro,é um estimulante ecologicamente correto !Ufa,que bom,que peso tirei da conciência ja que sou um inveterado 'Cafécólatra!'( Existe esta palavra ?Se não existe,acabei de cria-la)...Parada para um cafézinho...volto ja !...
Voltei !...
Café bom,é café forte,grãos moidos na hora,preparado logo a seguir e melhor ainda:Sem açúcar !Amargo ? Questão de habito,pois o açúcar tira o sabor,o paladar autêntico do bom café ,nivelando-o com os de menor qualidade.Porque será,a Cerveja tambem é amarga e ninguem reclama né?rs rs Um café preparado na hora cai bem a toda hora.Mas,tem gente que não gosta,tudo bem,a pessoa com certeza tem as suas razões particulares para não gostar.Em casa,sou eu quem prepara o café,vou passar a minha receita:Começa com a escolha do café,o moido na hora é o que melhor sabor,mas,não estando disponivel,escolha um de boa qualidade,embalado em alto vacuo,vem embalado em forma de um paralepipedo,os de pacote tipo travesseiro,oxidam rapido e perdem o sabor não servindo para o preparo de um bom café.Guardar na Geladeira numa vasilha fechada.
Para um litro de agua,use de tres a quatro colheres, tipo sopa ,bem cheias de pó de café.Use filtro de papel,ou longa vida.Não coloque açúcar.A agua não pode ferver,o ponto ideal é quando ela começa a borbulhar antes da fervura.Despeje a agua devagar.O ideal é o café sem açúcar para sentirmos seu mais autêntico sabor,mas,se preferirem doce,usem pouco açúcar.Garanto que fica bom !...