terça-feira, 16 de outubro de 2012

Ah, Coração... Se Apronta Pra Recomeçar

"A vida tem sons, que pra gente ouvir, precisa aprender a começar de novo... "


A música acabou, mas o baile não. Vai começar outra música. Vamos dançar! A festa está linda. Você vestiu a sua melhor roupa e esperou tanto para estar aqui. Tantas pessoas gostariam de ainda estar nesse baile, mas tiveram que voltar pra casa mais cedo. Aproveite a oportunidade que lhe foi dada. Curta a noite. Curta a festa. Curta a vida. O dia está longe de começar. A noite é só uma criança. Se jogue na pista de dança!

Não podemos permanecer à quem de nós mesmo. Não podemos nos colocar do lado de fora da nossa própria ciranda. O bailar da vida exige nossa presença. Aquela canção acabou, mas outra irá começar, logo, logo e suplica nossa participação. A nossa música, sem a nossa presença não faz sentido algum.

É a vida que segue. São os amores que chegam e que se vão. Eu não vou ficar parada na estação a olhar o trem que partiu e levou com ele os meus amores, os meus sonhos, os meus planos. Eu não vou ficar parada no porto olhando ao longe o navio que naufragou e sucumbiu os meus sorrisos. Vou para a plataforma de desembarque receber o novo trem cheinho de amores, de sonhos e planos novinhos. Especialmente para mim. Vou para o outro lado do porto ver a chegada da navio que trouxe um contêiner de novos sorrisos para mim.

Não é porque aquele amor acabou que eu não possa começar outro. Não é porque aqueles planos e sonhos foram frustrados que eu não possa sonhar e planejar coisas novas. Lamentar o passado é perder tempo, é sofrer duas vezes. Permanecer em uma relação que já naufragou é afundar junto com ela e uma hora o ar acaba. Uma hora você sufoca. Insistir em uma estrada que vai dar em nada é gastar tempo e esforços em vão. Você terá que voltar e refazer o caminho, enveredar por estradas desconhecidas que te levarão a lugares novos. A vida cobra de nós uma postura, uma decisão. Uma hora a conta chega. Não adianta se omitir.

"...Ah, Coração... esquece esse medo de amar de novo..."

Verônica

5 comentários:

O Divã Dellas disse...

Lamentar o passado é perder tempo, é sofrer duas vezes." Então é isso. O que passou, passou e nao temos como alterar. Já refletiu, já respingou. Mas, passou. De agora por diante a gente pode escrever diferente, usar outra caneta e fazer outra história. Vamos nos permitir mudar.

Lindo texto, minha Parceira.

Beijos,

Cinthya

ZilMar disse...

oi Verôrica...

"Neste mundo que parece virado pelo avesso, precisamos fazer do fim um recomeço, precisamos fazer o bem brotar também do mal."
Augusto Branco

um grd abraço...meu carinho!


Zil

O Divã Dellas disse...

É minha parceira... São os reveses da vida que exige de nós coragem!
Extrair as lições e seguir em frente, parece simples né? Nós temos a incrível mania de complicar o que devia ser simples. Obrigada, amiga!! Beijos!

Zil, que frase linda!!! Augusto Branco é fera!! Amei o carinho, a frase e a reflexão que ela me levou! Obrigada! Beijos!

Verônica

Debby disse...

OI Vel.

Adorei o post.
É como compor uma nova canção, no mesmo violão. Troquei tudo né? kkk

Zill que maravilha essa frase. Perfeita.

Meninas ando numa fase de transição e sem tempo para o blog. Mas sempre que posso dou uma passadinha aqui.
Bjs no coração

Debby :)

O Divã Dellas disse...

Trocou sim, Debby! Mas não mudou o sentido... isso q importa!

Apareça sempre que puder!! Sinto sua falta e adoro suas visitas! Um beijo no coração!

Verônica