sexta-feira, 18 de março de 2011

E Agora?



A vida é linda né? Tudo é volátil, tudo é relativo, tudo é efêmero. Em questão de segundos e sem mais nem menos muda, se transforma e  você que sempre foi tão seguro de si, se vê na maior dúvida. E agora, o que fazer? Que rumo tomar?

Certo e errado é apenas uma questão de ponto de vista, certo! Mas como saber o que é certo e o que é errado diante de determinadas situações? Como resistir à tentação que ronda a sua vida e está à espreita esperando um vacilo seu para se estabelecer? Se entregar aos desejos é uma delícia, uma loucura deliciosa, mas arcar com as consequências dessa loucura é que são elas. Quer ver pergunte a um diabético que não resistiu a tentação de comer o doce quando foi proibido ou ao alcólatra que não resistiu ao primeiro gole.

Porque tudo que é gostoso ou é ilegal, ou é imoral ou engorda? O proibido dá um sabor a mais numa situação, isso é fato. Mas quando você pondera, geralmente quando está mais sereno, vê que não vale a pena ir pelo caminho "errado" eu prefiro chamá-lo de alternativo. Percebe que o mais seguro, ou mais cômodo é seguir a regra e não fugir do tradicional. O desconhecido assusta. Quando está tomado pelo calor dos acontecimentos quase sempre ignora isso. Então, aqui vai um conselho: Pense bem antes de tomar qualquer decisão, eu estou fazendo isso.

Tem uma frase muito famosa que atribuem a Nicolau Maquiavel "Os fins justificam os meios" segundo ele, não importa se o que você vai fazer é legal ou ilegal, ético ou anti-ético o que importa é que o resultado seja obtido, tanto faz o caminho que você terá de percorrer para alcançar um objetivo, o importante é que você alcance-o.
Quando dizem que uma pessoa é maquiavélica, significa que ela é má, fria, cauculista e não é bem sim, é isso também, mas não é só isso. A base de Maquiavel é a predominância da razão e não da emoção, aja de maneira premeditada e não de maneira precipitada, não se deixe levar pelo calor dos acontecimentos. Conseguir reprimir os desejos e dizer não a si mesmo é um perfeito exemplo. Não me parece nada fácil, mas é assim que é.
Mudando a linha de raciocínio...

Será que é possível outra pessoa te conhecer melhor que você  mesma? Será que essa pessoa teria a capacidade de fazer uma interpretação da sua  personalidade e descobrir coisas em você que você ao menos sabia da existência? Será mesmo que existe pessoas com esse dom? Ou essas afirmativas são apenas para manipular e desestabilizar?

É muita turbulência numa cabeça só, é muita inquietação para um pobre coração. Será que eu resisto a essa crise existencial? Creio que sim, e aposto que ao sair dela terei um monte de experiências para compartilhar aqui.

Alguém aí me arruma uma bússola? Ah, e uma corda por favor!

Beijos, amados!


Verônica

11 comentários:

Zil Mar disse...

Adorei seu texto...

Vou deixar pra vc o texto do meu post de ontem:"Por favor, não me analise
Não fique procurando
cada ponto fraco meu
Se ninguém resiste a uma análise
profunda, quanto mais eu!
Ciumenta, exigente, insegura, carente
toda cheia de marcas que a vida deixou:
Veja em cada exigência
um grito de carência,
um pedido de amor!"Mirthes Mathias


meu carinho!

Zil

Van disse...

Vel ! Falei sobre o Maquiavel no meu post de terça lá no Meus Escritos essa semana...

Vc tá no retorno de Saturno ou não ?...rsrsrsrs Geralmente temos essas crises quando ele passa por nós , astrologicamente falando...hehehehehe...

Olha , avisei a Ci , mas vou te avisar tb , eu troquei a URL do Meus Escritos e vc precisa trocar no seu link do Blog ali no menu da lateral direita , porque senão ele fica desatualizado (como está lá...rsrsrsrs) , anota ai pra vc trocar depois e ele atualizar :

www.meusescritoseoutraspalavras.blogspot.com

Grande Beijo !

O Divã Dellas disse...

Citando Renato Russo:

"É sempre só você que me entende do inicio ao fim, é só você que tem a cura pro meu vicio de insistir nessa saudade que eu sinto de tudo que eu ainda não vi..."

Zil,

Eu vou lá ver sim.


Van,

Eu vi sim seu texto, até comentei, cê não viu não? Lembrei de vc quando citei Maquiavel. E na obra dele "O Principe" tem essa passagem sim.

Beijos, meninas!!

Verônica

Julliany kotona disse...

Como vai você...
Desejo que estejas bem...
Cheio de paz...
Saúde e muita inspiração...

Na correria do dia – a – dia...
Eu penso em você...
Na tua alegria...
Na tua tristeza...
Nos seus belos comentários...
Em poemas meus...

Lendo você...
Mato saudades...
Passo pra te dar bom dia...
Deixar-te meu abraço...
Meu carinho...
E dizer eu adoro você...
Caso precisares de mim...
Estou aqui conte comigo...

(((((* - *)))))

Obrigado por você existir...
Tenha um exelente fim de semana com muita paz felicidade e cheio de novidades bjkas.

Long Haired Lady disse...

eu acredito que tem pessoas que conseguem ver o que nao queremos ver dentro da gente...

Fabio Monteiro disse...

Seu blog é muito bom, meninas. Textos reflexivos e de bom conteúdo. Parabéns.

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

Que blog bacana, meninas! Parabéns!

Beijos

nossocantinho-nossocantinho disse...

Adorei o texto, é para para e refletir mesmo.
Bjo Grande meninas, adoro vcs!
Fabí

Carla disse...

Ve,
A questão não alguém te conhecer melhor que você, mas perceber coisas que as vezes por ser "você" não perceba, e te dê algumas dicas.

Mas calma amiga, esse tipo de crise só acontece com seres que pensam na vida de fato, e não a levam, simplesmente.

Beijo querida !

Mirys disse...

Bússula, Verô!!!!
Bússula!!!
Esquece a corda! kkkk

Menina, hoje resolvi abrir o livro da minha vida (oi??? mais???) e trazer diversão pra vocês. Do tipo "ria da minha vida antes que eu ria da sua"!

Pois é: hoje, comecei a contar a SAGA do antes (do acidente), do belo, do feliz, do divertido, do romântico, do engraçado.

Quando tiver um tempinho, passe por lá http://diariodos3mosqueteiros.blogspot.com/2011/03/era-uma-vez-1-oi-muito-prazer-diario-da.html

E não se esqueça de comentar!

Bjos e bençãos.
Mirys

Mima D. disse...

Veronica!
Complicado, não é mesmo?
Lendo você se questionando me fez lembrar das minhas próprias dúvidas.
Ainda mais agora, ando completamente sem rumo, sem saber se 'tudo que é gostoso, é imoral, ilegal ou engorda', e se vale a pena enfrentar as consequencias ou simplesmente calar as vontades interiores.
Mas tenho que continuar acreditando que uma hora vou conseguir alcançar a bússola e segurar firme na corda que já estão me esperando (e certamente esperando também por você!).
Mil bjs